Matéria da Folha de S. Paulo indica que o site Chatroulette, que fez sucesso há cerca de um ano quando se lançou como ferramenta de bate-papo com contatos aleatórios, está combatendo o uso de seu nome em alguns domínios na rede, inclusive um de propriedade brasileira.

O jornal teve acesso à carta do escritório de advocacia norte-americano SNR Denton.

No documento, os advogados alertam aos endereços chatroulettemap.com, chatroulettegirls.org e superchatroulette.com (este último controlado por brasileiros) para que parem de usar os domínios.

Além disso, se pede que prepararem a mudança de registro dos nomes para a Chatroulette Inc.

“A adoção dos proprietários destes domínios parece ser pirataria de domínio. Esses nomes de domínio incluem um nome que é idêntico ou confusamente similar à marca Chatroulette”, diz a carta acessada pela Folha.

Advogados consultados pela reportagem dizem que o pedido do Chatroulette é razoável.

Leia a matéria completa nos links relacionados abaixo.