Tamanho da fonte: -A+A

Em vez de US$ 2,5 bilhões, o Google estaria disposto a pagar US$ 6 bilhões pelo site de compras coletivas Groupon.

A informação, ainda sem confirmação oficial, surgiu no início da segunda-feira, 29, pelo site Vator News, e foi ampliada por outros veículos até a manhã dessa terça-feira.

O valor inicial especulado era de US$ 2,5 bilhões.

No final do dia, sites como o New York Times e o All Things Digital, do Wall Street Journal, ampliaram o boato, e aumentaram o valor da compra, fornecendo detalhes da negociação.

Segundo o All Things Digital, o Google estaria oferecendo US$ 5,3 bilhões, e mais US$ 700 milhões por uma empresa de software, incluída na negociação, e sem vínculo direto com o Groupon.

De acordo com o New York Times, que orça em US$ 6 bi a negociação, esta seria a maior aquisição da história do Google - pelo YouTube, por exemplo, a empresa desembolsou US$ 1,65 bilhão em outubro de 2006.

Os US$ 6 bilhões seriam 17 vezes a receita anual do site de compras coletivas.

Mesmo sendo alto,o valor cabe no bolso do Google. Em relatório trimestral divulgado em setembro a empresa dizia que tinha US$ 33,4 bilhões em caixa.

Tanto as fontes do NYT quanto do ATD não foram identificadas e informaram que as negociações ainda não foram concluídas, podendo ser interrompidas a qualquer momento.

Fundado em 2008 nos Estados Unidos, o Groupon é o pioneiro no mundo nas compras coletivas, com cerca de 20 milhões de usuários registrados e uma receita avaliada em US$ 350 milhões anuais.

Há dois anos, quando criado, o Groupon recebeu US$ 170 milhões de investidores - Silicon Valley’s Accel Partners, DST Global, Battery Ventures e New Enterprise Associates.

"Com certeza vai ser um ótimo negócio para os donos e investidores", avalia Kara Swisher, do All Things Digital.

Apesar dos números, para o Google o que importa é a entrada no mercado de comércios locais, dizem os jornais.

Dentro do Google, o Groupon parece um meio de incrementar ferramentas como o Google Places, um cadastro de negócios locais integrado como sistema de buscas da empresa.