A Elavon, segunda maior credenciadora de cartões dos Estados Unidos, com mais de US$ 270 bilhões em transações anuais, vai abrir uma operação no Brasil em fevereiro de 2012.

 
De acordo com informações da Revista Exame deste mês, a operação foi estruturada ao longo de 2011 e o lançamento ocorre com cinco meses de atraso frente ao prazo previsto.
 
A companhia será a primeira multinacional do ramo a se instalar no Brasil após o fim da exclusividade das bandeiras Visa e Mastercard com as operadoras Cielo e Redecard, em julho de 2010.
 
A meta da Elavon é ter 15% do mercado nacional até 2015. Até o momento a empresa já fechou por meio do Citibank com oito grandes clientes – entre eles a Walmart – 20 médias e 500 de pequeno porte.
 
A entrada dos americanos, que no ano passado faturaram estimados US$ 5 bilhões – o mercado brasileiro inteiro no período foi de R$ 542 bilhões – representa mais um concorrente para os gaúchos da GetNet.
 
A empresa, que já processava cartões privados, ampliou muito seu mercado potencial ao fechar um acordo com o Santander em março de 2010, mas até agora ambos só conquistaram 1,5% do mercado, deixando o resto em mãos do  antigo duopólio Cielo e Redecard.
 
O banco espanhol, no entanto, promete uma reação. 
 
Em outra matéria da Exame deste mês, desta vez sobre a estagnação da expansão do Santander no Brasil devido aos efeitos da crise econômica na matriz, na Espanha, executivos do banco revelaram planos de quintuplicar sua participação de mercado de cartões.
 
Embora não se igualem às cifras do novo concorrente – que está presente em 30 países, contra dois da GetNet – as cifras da empresa de Campo Bom também são impressionantes.
 
O faturamento em 2011 deve chegar a R$ 3,8 bilhões, com um EBITDA de R$ 210 milhões. Até 2013, as cifras serão respectivamente R$ 5,2 bilhão e R$ 438 milhões.