Mais colaboração Brasil e Alemanha

06/03/2012 16:00

A Bitkom, entidade do setor de TI alemão, assinou um acordo de cooperação com a Brasscom, organização que reúne 40 das maiores empresas de TI do Brasil e a Softex, órgão de promoção do software brasileiro ligado ao governo federal nesta terça-feira, 06, em Hannover.

Virgilio de Almeida, secretário de Política de Informática (Sepin) do MCT

Tamanho da fonte: -A+A

A Bitkom, entidade do setor de TI alemão, assinou um acordo de cooperação com a Brasscom, organização que reúne 40 das maiores empresas de TI do Brasil e a Softex, órgão de promoção do software brasileiro ligado ao governo federal nesta terça-feira, 06, em Hannover.

O acordo de cooperação, que surge na esteira da escolha do Brasil como país parceiro da Cebit, mega evento de TI que acontece na cidade alemã, não teve seu escopo totalmente divulgado, mas uma prioridade emerge com força do lado germânico: a dupla taxação.

Representantes da Bitkom e do Ministério da Economia e Tecnologia da Alemanha bateram na tecla durante apresentações em um evento que reuniu 200 representantes dos dois países na Cebit, incluindo autoridades do governo e empresários.

Um acordo sobre o tema evitaria, por exemplo, que um funcionário de uma multinacional alemã pagasse imposto de renda no Brasil e na Alemanha, ou que uma empresa fosse tributada por dividendos nos dois países, e vice e versa.

“Vamos levar essa demanda às áreas responsáveis dentro do governo brasileiro”, apontou Virgilio de Almeida, secretário de Política de Informática (Sepin) do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), durante participação no evento.

A resposta não empolgou muito as contrapartes alemãs, que veem o Brasil como sem muita pressa para levar o acordo a cabo.

A Alemanha tem culpa no cartório, já que o acordo anterior expirou em 2005 por iniciativa do país, que pretendia reformular os termos.

A pressa por negociar está do lado alemão do balcão, uma vez que as exportações de serviços ligados a TI e Telecom do país para o Brasil subiram 53% de 2009 para 2011, ano no qual o volume chegou a € 304 milhões.

Do lado brasileiro, as exportações cresceram muito menos, aumentando meros 25%, chegando a € 60 milhões, cifra que representa um quinto do resultado alemão.

Talvez em uma indireta para o poderoso mercado de TI alemão, o maior da Europa e responsável por 5% do total mundial (não muito longe do Brasil, que hoje tem 4% e um ritmo de crescimento maior), Almeida destacou que o país não quer ser visto com outro status.

“Não queremos ser um simples comprador de tecnologia. Temos condições de estabelecer parcerias e fazer o desenvolvimento conjunto com a Alemanha”, frisou o brasileiro.

*Maurício Renner cobre a Cebit 2012 à convite da Softsul

Veja também

Alemanha abre centro de inovação no Brasil

Foi inaugurada na terça-feira, 14, em São Paulo, a unidade brasileira do Centro Alemão de Inovação e Ciência (DWIH, na sigla em alemão).

A unidade abrigará representações de 11 institutos de pesquisa e universidades daquele país, interessadas em estabelecer programas de intercambio científico, acadêmico e de fomento à inovação com institutos e empresas brasileiros.

Dilma destaca TIC do Brasil na Cebit 2012

A presidente Dilma Rousseff aproveitou seu discurso na abertura da Cebit 2012 em Hannover, nesta segunda-feira, 05, para enfatizar as realizações e os investimentos brasileiros em TIC.

Softex e Brasscom: TI brasileira no exterior

A Softex e a Brasscom estão viabilizando a participação de empresas do mercado brasileiro de TI no Forrester IT Fórum EMEA 2011, que ocorre de 8 a 10 de junho na cidade de Barcelona, na Espanha.

Com foco no desenvolvimento de iniciativas que impulsionem a intersecção entre TI e negócios, o evento tem como foco a estruturação de parcerias e a discussão de novas tecnologias emergentes no futuro das organizações e da indústria.

RS: política industrial focará feiras

O Rio Grande do Sul deve anunciar em até 45 dias uma política industrial própria, na qual terão destaque incentivos para empresas participarem de feiras e eventos no exterior, como a Cebit, que começa nesta terça-feira, 06, em Hannover, na Alemanha.

A afirmação é do governador Tarso Genro (PT-RS), que falou a empresários gaúchos em um café da manhã em um hotel no centro da cidade alemã nesta segunda, 05.

Softex: colaboração com coreanos

A Softex e a entidade sul-coreana Nipa firmaram um memorando de entendimento, focando ações conjuntas de fomento ao setor de TI dos dois países.

Como primeira ação da parceria, uma missão de sul-coreanos virá ao Brasil em breve. Em seguida, um grupo brasileiro irá à Coréia, com o objetivo de obter conhecimento das capacidades da indústria dos dois países.

Softex vai colaborar com Nasscom

A Softex assinou um acordo de colaboração com a Nasscom, entidade empresarial indiana do setor de TI com 1,3 mil associados.

O acordo prevê iniciativas conjuntas incluindo business management, project management, desenvolvimento de recursos humanos e technology tie-up (oferta de diversos produtos combinados em apenas um).

BITS já vendeu 20% do espaço

Há quatro meses do início da segunda edição, a BITS já vendeu 20% do seu espaço.

RS vai bancar Cebit 2012

O governo do Rio Grande do Sul vai financiar 80% dos custos do estande para empresas gaúchas interessadas em participar como expositoras na Cebit 2012, que acontece em Hannover entre os dias 6 e 10 de março.
 
A verba é destinada a companhias com faturamento máximo de até R$ 90 milhões, tem um limite de até R$ 100 mil e será liberado pela Secretaria do Desenvolvimento e Atração de Investimentos (SDPI).
 

Governo banca Cebit 2012

O governo federal botou a mão no bolso e vai bancar mais de 90% do custo da participação das empresas brasileiras na edição 2012 da Cebit, na qual o Brasil será o país parceiro e estará na vitrine.
 

Softsul apresenta Missão Cebit 2012
A Softsul promove, nesta terça-feira, 29, das 15h30 às 18h, um evento apresentando a Missão à CeBIT 2012.
 
Participam diretor da CeBIT Reinhold Umminger e do diretor de Mercado da Softex Djalma Petit. O evento acontece na sala 204 do prédio Portal do Tecnopuc.