Tamanho da fonte: -A+A

A siderúrgica Arcelor Mittal, uma das maiores produtoras de aço no mundo, pode investir cerca de US$ 1,5 bilhões no país, a partir de 2012.

Segundo informações da Exame, o investimento dependerá da evolução do mercado brasileiro.

Inicialmente, a companhia projeta investimentos de US$ 1, 1 bilhão destinados a um novo laminador de tiras a quente para produção de bobinas na usina de Serra, unidade de Tubarão, no Espírito Santo.

A matéria-prima produzida tem por finalidade atenter aos mercados internos de construção civil, gás e rodas para automóveis.

Conforme a Exame, a empresa espera iniciar as obras no próximo ano e a operação em 2015.

Ainda em Tubarão, está prevista a primeira reforma da parada do alto-forno 1, que apresenta capacidade de 7,5 milhões de toneladas de aços planos. A obra terá um orçamento de US$ 180 milhões.

Paralelamente, a empresa religará aos poucos o alto-forno 2, que tem capacidade de produção de 1,3 milhão de toneladas de aço por ano.

De acordo com o site, a companhia estuda também a ampliação da produção da usina, localizada no município espírito-santense de Cariacica.

Com capacidade de produção de 600 mil toneladas de aços longos por ano, a usina pode aumentar a produção em 40%.  Essa unidade fabrica principalmente vergalhões, voltados para o setor de construção civil.

Dados da Exame apontam que os R$ 300 milhões restantes serão destinados a nova linha de aços planos galvanizados, na subsidiária Arcelor Mittal Vega de São Francisco do Sul, em Santa Catarina.

A unidade catarinense terá capacidade para produzir 650 mil toneladas de aço anualmente, que serão destinado aos mercados automotivo, de linha branca e construção civil.

Com a decisão de investir na terceira linha desse segmento, a Arcelor Mittal Vega atingirá capacidade de aproximadamente 2 milhões de toneladas anuais de aços planos, sendo 75% de aço galvanizado e 25% de laminados a frio.

Em 2010, a siderúrgica acumulou receita de US$ 78.03 bilhões e lucros de US$ 2.916 bilhões.