SC exportou US$ 9 bilhões em 2011

09/01/2012 17:35

A indústria de Santa Catarina ampliou em 19,4% as exportações em 2011, somando US$ 9,05 bilhões - número que supera o último recorde, registrado em 2008, quando foram embarcados US$ 8,3 bilhões.

Mesmo assim, o saldo da balança comercial do estado ficou negativo em US$ 5,8 bilhões, já que as importações também registraram valor recorde no ano passado, com alta de 24% frente a 2010, totalizando US$ 14,8 bilhões, afirma a Fiesc.

SC tem novo recorde de exportaçõesFoto: Nico Esteves/Divulgação Fiesc

Tamanho da fonte: -A+A

A indústria de Santa Catarina ampliou em 19,4% as exportações em 2011, somando US$ 9,05 bilhões - número que supera o último recorde, registrado em 2008, quando foram embarcados US$ 8,3 bilhões.

Mesmo assim, o saldo da balança comercial do estado ficou negativo em US$ 5,8 bilhões, já que as importações também registraram valor recorde no ano passado, com alta de 24% frente a 2010, totalizando US$ 14,8 bilhões, afirma a Fiesc.

“Embora inferior à média nacional (26,8%), o índice de elevação das exportações é bom, considerando o cenário em que trabalhou o setor industrial catarinense”, avalia presidente da federação, Glauco José Côrte.

Segundo ele, a demanda internacional se concentrou em itens não produzidos por Santa Catarina, como minério de ferro, aço ou automóveis, que puxaram as vendas externas brasileiras.

Côrte também avalia que as importações, embora crescendo mais do que os embarques, registraram índice de crescimento muito inferior ao do ano anterior, quando as compras contabilizadas para Santa Catarina no mercado externo saltaram 64%.

"Nas importações, entre os dez principais itens da pauta prevalecem os insumos para a indústria e não os produtos acabados”, afirma o presidente.

Além disso, segundo ele, é necessário expurgar da conta o grande volume de importações destinadas a outros estados, mas realizadas por Santa Catarina em função do sistema portuário do estado e dos incentivos fiscais.

Entre os produtos que puxaram o desempenho estadual nas exportações em 2011 estão os frangos, com US$ 2,2 bilhões e alta de 28%, motores elétricos, com US$ 591 milhões e alta de 31%, além dos suínos, com US$ 478 milhões e elevação de 52%.

Os Estados Unidos lideraram as compras de produtos catarinenses no exterior, seguidos pelo Japão e pela Argentina.

Para 2012, Côrte prevê que o cenário para os exportadores seguirá sendo de dificuldades, em função da crise na Europa e do baixo crescimento dos EUA.

"Por outro lado, estamos preparados para seguir exportando. Temos produtos competitivos no mercado internacional, caso dos alimentos e manufaturados como compressores, que têm boa aceitação no mercado externo”, finaliza o presidente.

 

Veja também

Economist: RS e SC entre os piores em tributos

O Rio Grande do Sul e Santa Catarina estão entre os estados considerados “ruins” em regime tributário e regulatório no ranking de Gestão dos Estados Brasileiros, realizado pela Unidade de Inteligência do grupo inglês Economist a pedido do Centro de Liderança Pública.

Os dois estados ficam entre os últimos colocados da lista, com 12.5 pontos cada um, dividindo a classificação “ruim” com Amazonas, Mato Grosso, Pernambuco, Pará e Rio Grande do Norte.

Inova@SC ganha sede de 600 m2

Foi inaugurada nesse mês, em Santa Catarina, a sede do programa Inova@SC, focado no desenvolvimento da política de inovação tecnológica no estado. A sede está localizada no Parque Tecnológico Alfa, na Rodovia SC-401, em Florianópolis.

O prédio – de 600 metros quadrados – será um espaço para reuniões do grupo gestor do programa, que apoia novas empresas catarinenses de base tecnológica.

Educação de SC conhece soluções de multis

Grandes empresas de tecnologia tem sido convidadas para encontros com a Secretaria da Educação de Santa Catarina (SED) para apresentar suas soluções na vertical a técnicos do governo estadual.

Oracle, Microsoft e Cisco já passaram pelas salas de reunião da pasta. A última reunião foi feita na manhã dessa quarta-feira, 14, com a Cisco.

SC leva oito premiações do Finep

O estado de Santa Catarina emplacou oito projetos no Prêmio Finep de Inovação - Etapa Região Sul. Entre as premiadas estão nomes da área de tecnologia como a Softplan e a Reason Tecnologia.

Isso faz dos catarinenses os mais premiados da região nesse ano, liderança que se repete desde 2000. Nacionalmente, Santa Catarina só fica abaixo de São Paulo.

Paraná e Rio Grande do Sul tiveram, cada um, um premiado.

SC também quer a Foxconn

Santa Catarina também entrou na briga pela Foxconn.

A montadora de iPads foi cortejada por tabela pelo presidente do sistema Fiesc nessa sexta-feira, 11, em visita do ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, à capital catarinense.

O diretor da entidade, Glauco José Côrte, reiterou pedido para que o estado seja avaliado como possível sede da nova unidade da empresa.

SC projeta negociar US$ 1 mi na Security Show

Softex, Apex-Brasil, MCTI e Acate preveem a realização de US$ 1 milhão em negócios durante o Security Show 2011, evento que reúne representantes da TI brasileira e potenciais compradores  de México, Colômbia, Chile e Costa Rica nesta quinta-feira, 10, e sexta, 11, no Costão do Santinho, em Santa Catarina.

SC tem pacto pró-competitividade

O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) e o governador Raimundo Colombo assinaram nesta sexta-feira, 23, o Pacto pela Competitividade.

Entre as propostas do pacto estão o compromisso do governo do estado de não criar novos tributos ou ampliar as atuais alíquotas e promover ações para a redução da carga tributária no setor empresarial.

SC: R$ 1,8 mi para capacitar em inovação

Santa Catarina acaba de giniciará o processo de consolidação e ampliação do

A Finep acaba de aprovar cerca de R$ 1,8 milhão em recursos para subsidiar a ampliação do Núcleo Integrado de Apoio à Gestão da Inovação nas Empresas, mantido pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL/SC), entidade do Sistema Fiesc.

SC ganha fórum da indústria

Acaba de ser criado o Fórum da Industria Catarinense, que terá a participação de empresários de diversas cadeias produtivas para a formulação de estratégias e políticas para o setor.

O anúncio de criação do órgão foi feito pelo novo presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, na cerimônia de posse do executivo, ocorrida na sexta-feira, 12.

Fiesc debate tendência do mercado americano

A Fiesc realiza um seminário sobre as tendências e perspectivas econômicas do mercado norte-americano, na quarta-feira, 24, das 8h30 às 17h, na sede da instituição (Centro de Eventos Edmar Gonzaga, 2.765), em Florianópolis.

O seminário é voltado aos setores de alimentos, bebidas e agronegócio, cadeia da construção, máquinas e equipamentos, tecnologia da informação, moda e economia criativa e serviços.

Avaliação do governo de SC é regular

A atuação do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), nos seis primeiros meses de mandato é avaliada como “regular” pelos industriais e população economicamente ativa do estado, segundo pesquisa da Fiesc.

No estudo, encomendado ao Instituto Mapa, a nota média atribuída ao governo, numa escala de 0 a 100, ficou em 54 segundo para os empresários e 56, para a população.

Fiesc: 101 só fica pronta depois de 2016

Na melhor das hipóteses, as obras de duplicação da BR 101 em Santa Catarina ficarão prontas no  primeiro trimestre de 2016.

É o que aponta um levantamento da Fiesc divulgado nesta segunda-feira, 20.

Fiesc: Santa Catarina no mercado africano

A Fiesc realiza um seminário sobre as oportunidades de Santa Catarina nos países africanos, na quinta-feira, 26, das 13h30 às 16h15, em Florianópolis.

Durante o evento, especialistas da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil) vão apresentar estudos que mostram os setores que tem mais oportunidades e estratégias de ingresso na África do Sul, Angola e Moçambique.