Tamanho da fonte: -A+A

Desde a última segunda-feira, 09, 10 funcionários da IBM vindos da Itália, Alemanha, Rússia, Hungria, Japão, Malásia e Estados Unidos estão em Salvador para realizar  trabalhos voluntários em organizações baianas que atuam no terceiro setor.

O projeto, denominado Corporate Service Corps, faz parte de um programa mundial da IBM que tem por objetivo auxiliar no desenvolvimento socioeconômico de países emergentes.
 
Até 3 de junho, eles trabalharão em cinco instituições selecionadas, usando seus conhecimentos profissionais para promover melhorias em diferentes áreas como educação, saúde, cultura, serviço social e tecnologia da informação e comunicação.

Os voluntários desenvolverão atividades que atendam às necessidades das instituições como elaboração de planos de negócios, de captação de recursos e de comunicação.

Após a conclusão deste período, os funcionários compartilharão suas experiências em seus locais de origem e com a companhia.

Segundo Ruth Harada, diretora de Cidadania Corporativa da IBM Brasil, desde o primeiro ano do projeto (2008), a IBM já selecionou mais de 1000 funcionários de cerca de 47 países em 100 equipes para a iniciativa.

Países como China, Egito, Quênia, Índia, Gana, Malásia, Marrocos, Nigéria, Filipinas, Romênia, Rússia, África do Sul, Sri Lanka, Tanzânia, Turquia e Vietnã participaram do projeto.

Em 2009, o Brasil passou a fazer parte dos países que recebem voluntários da empresa. Cento e três colaboradores estrangeiros, de 25 países, já trabalharam em 31 ONGs de São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas e Belo Horizonte.