Tamanho da fonte: -A+A

Guilherme Lessa, deixa o cargo de gerente de TI do Banco Matone em outubro, após mais de 10 anos atuando na organização.

 
O executivo comunicou seus contatos por e-mail da decisão. Lessa será substituído por Jenner Lopes, CIO há 22 anos à frente da TI do JBS.
 
O grupo JBS, dono de um banco, uma empresa de exploração florestal e o frigorífico, com faturamento de R$ 55,5 bilhões em 2010, anunciou nesta semana que assumirá 100% do Banco Matone através de um aporte de R$ 1,85 bilhão. 
 
A TI do Matone conta com 45 funcionários. Eles atendem mil colaboradores em 85 lojas de serviços financeiros e das sedes de negócios no Rio de Janeiro e em São Paulo.
 
“Temos uma estrutura totalmente informatizada. O único papel é o contrato assinado pelo cliente, e até ele é digitalizado depois. Isso agiliza e ajuda na atração de clientes”, explicou Lessa à reportagem do Baguete Diário em matéria sobre a ampliação da infra de TI da organização publicada em fevereiro.
 
Na ocasião, a organização teve  aumento de 160% na capacidade de processamento, de 280% no armazenamento, 200% em performance de backup e 48% na economia de energia.
 
Durante seu período à frente do Matone, Lessa foi um executivo atuante na área de TI do Rio Grande do Sul, tendo sido presidente e vice presidente do Grupo de Usuários CIOs da Sucesu-RS, grupo que reúne os executivos de TI das 40 maiores organizações do estado.
 
Antes de entrar no Matone, Lessa foi coordenador de TI do Zaffari e do Sesc-RS.