Stoffels é o CIO global da Palfinger

15/10/2010 16:56

Henrique Stoffels, gerente de TI e Operações da Madal Palfinger, está de mudança.
 
A partir da segunda-feira, 25, Stoffels residirá em Salzburgo, cidade austríaca de 140 mil habitantes ao pé dos Alpes onde está localizada a sede do Grupo Palfinger, no qual o gaúcho assumirá a posição de CIO global da companhia.

Henrique Stoffels

Tamanho da fonte: -A+A

Henrique Stoffels, gerente de TI e Operações da Madal Palfinger, está de mudança.
 
A partir da segunda-feira, 25, Stoffels residirá em Salzburgo, cidade austríaca de 140 mil habitantes ao pé dos Alpes onde está localizada a sede do Grupo Palfinger, no qual o gaúcho assumirá a posição de CIO global da companhia.

“Além de isso significar progresso profissional para mim, creio que não poderia dar nada melhor para a vida da minha família”, resume Stoffels, que é casado pai de uma menina de nove anos. “Os medos normais foram passando e agora os três estamos empolgados com a ideia”.

Para o profissional, que está fazendo sua despedida do mercado de TI gaúcho no GRC Meeting da Sucesu-RS nesta sexta, 15, em Gramado, pesou a seu favor na escolha da Madal o seu conhecimento do chão de fábrica e o network internacional construído nos últimos anos.

“Olhando para o passado, lembro de gerentes de TI falando em network, mas apenas para obter poder”, comenta Stoffels. “Ninguém gosta de um network interesseiro. O que funcionou foi ajudá-los sempre, sintonia, participação,  apoio nas horas difíceis, mente aberta e sinceridade”, agrega.

Apesar da possibilidade de poder se comunicar apenas em inglês na companhia,  Stoffels decidiu desenferrujar o alemão aprendido em casa com os avós imigrados da Alemanha em um intensivo de dois meses para se integrar melhor com os novos colegas.

Com vendas de 505 milhões de euros em guindastes e outros implementos para movimentações de cargas em 2009, o grupo Palfinger tem presença em países como Canadá, Índia, China, Estados Unidos, Alemanha, França e Inglaterra, além do Brasil, onde entrou em 2001 com a aquisição da caxiense Madal. O time de TI em todo mundo é enxuto, contando com 90 pessoas.

 “Um dos pilares da nossa estratégia de TI é manter o conhecimento core de processos e sistemas em casa e fazer outsourcing do resto do trabalho. Meu antecessor pensava assim e eu endosso em gênero, número e grau”, explica Stoffels.

Com a saída de Stoffels, assumem a TI da Madal Palfinger em Caxias do Sul os supervisores de sistemas Rossana Carrasco e de infra Everton Paim.

“Estou pensando em aprofundar ainda mais a globalização do TI. Por isso pedi aos diretores do Brasil para não contratarem ninguém até que a gente chegue ao modelo colaborativo que sonho implementar”, revela o executivo.

 
* Mauricio Renner cobre o GRC Meeting em Gramado a convite da Sucesu-RS
 

Veja também

GMC prepara Madal Palfinger para ERP SAP
A porto-alegrense GMC – Gestão, Mudança e Capacitação, focada em change management, foi contratada pela Madal Palfinger do Brasil para preparar o ambiente da empresa para a implantação de um ERP SAP.

A metodologia da GMC, que mapeia os impactos a que está sujeita uma empresa em processo de alteração organizacional, vem sendo aplicada na unidade da Madal Palfinger de Caxias do Sul.
ITS implanta ERP SAP na Madal Palfinger
A porto alegrense ITS Group está em fase de implementação do ERP SAP na Madal Palfinger, subsidiária sul-americana da multinacional austríaca Palfinger AG localizada em Caxias do Sul.

Com a novidade, a operação brasileira estará integrada no mesmo ambiente de TI da sede.

“Os consultores da ITS tem nos apoiado como um importante facilitador entre business e legislação local e o business Palfinger.
Fossati na TI da Agiplan

Rafael Fossati Fritsch assumiu a superintendência de TI da Agiplan Serviços Financeiros.

O profissional vem da Paquetá Calçados, onde respondia pela área de infra-estrutura da TI. A saída foi comunicada um e-mail enviado aos contatos, ao qual o Baguete Diário teve acesso.  

Graduado em Análise de Sistemas pela PUC-RS e com MBA em gestão de projetos pela FGV, Fossati trabalhou também no no Sonae Group - Tlantic SI, DBServer e RGE.

Mais mulheres em altos cargos da TI

Subiu de 12%, em 2007, para 16,4%, em 2009, o número de mulheres em cargos de CIO ou vice-presidente de TI entre as mil maiores empresas do mundo. A informação é da consultoria de recrutamento Sheila Greco Associates.

Entretanto, segundo a pesquisa, apesar do aumento de participação das profissionais do sexo feminino nos altos cargos da TI, ainda é raro encontrá-las em postos técnicos, como a diretoria de infraestrutura.

Schenatto assume TI da DHB

Glaercio Schenatto, executivo gaúcho com 17 anos de experiência na área de tecnologia acaba de assumir a gerência de TI da DHB Componentes Automotivos.

Antes de assumir a posição na DHB, Schenatto atuou por dez anos e quatro meses na Milenia Agrociências S.A., onde foi gerente de TI nos últimos seis anos.

Fundada em 1967, a DHB é hoje a maior fabricante especialista em sistemas de direção da América Latina, com mil colaboradores e matriz em Porto Alegre.
 

TI não faz mesmo diferença?

Tecnologia é mesmo um commodity incapaz de gerar diferença competitiva para as organizações?

Com certeza não. É avaliação de Fernando José Barbin Laurindo, professor da Fundação Vanzolini que publicou um artigo sobre o tema na edição do Baguete Diário desta quinta-feira, 30.