Paquetá fecha fábrica de Sapiranga

16/08/2011 13:32

A Paquetá encerrou suas atividades de produção em Sapiranga-RS.

Ao todo, a fábrica emprega 1,4 mil colaboradores. Destes, conforme dados do Sindicato dos Calçadistas, cerca de 300 já tiveram recisão de contrato encaminhada.

Do restante, parte permanecerá na companhia, realocada em departamentos que seguirão funcionando na operação gaúcha, como Design e Compras.

Tamanho da fonte: -A+A

A Paquetá encerrou suas atividades de produção em Sapiranga-RS.

Ao todo, a fábrica emprega 1,4 mil colaboradores. Destes, conforme dados do Sindicato dos Calçadistas, cerca de 300 já tiveram recisão de contrato encaminhada.

Do restante, parte permanecerá na companhia, realocada em departamentos que seguirão funcionando na operação gaúcha, como Design e Compras.

A fabricação local da Paquetá será transferida para o Nordeste, em unidade destinada a atender ao mercado interno, e para uma operação na República Dominicana, focando as exportações.

Uma atrás da outra
Este foi o segundo anúncio de encerramento atividades do ramo calçadista gaúcho em três meses: em maio, foi a Azaléia que fechou a fábrica localizada em Parobé, demitindo 800 colaboradores.

Em comunicado oficial divulgado pela companhia na época, a justificativa para o fechamento da unidade era a concorrência com os calçados importados, tornando a medida “absolutamente necessária por questões de competitividade”.

A unidade de Parobé era a menor da Azaléia em volume de produção.

Histórico de cortes
Em julho de 2009, a Vulcabras/Azaléia já havia demitido cerca de 600 funcionários em Parobé, quando reduziu a produção da unidade em um turno.

Na época, a companhia também alegava a concorrência dos importados, especialmente de produtos chineses.

Foi o segundo corte de colaboradores realizados pela empresa naquele ano: no primeiro semestre, outras 299 demissões haviam sido realizadas.

Antes, ainda em 2008, a companhia havia encerrado as operações na unidade gaúcha de Portão, que na época empregava cerca de 250 pessoas.

Os colaboradores puderam, na época, optar entre se transferir para Parobé ou rescindir contrato.
 

Veja também

Azaléia fecha em Parobé e demite 800

A fabricante gaúcha de calçados Azaléia fechou sua fábrica localizada em Parobé, no Vale do Sinos, resultando na demissão de 800 colaboradores.

Vulcabras Azaleia, de partida para a Índia?

A Vulcabras Azaleia demitiu 3 mil dos seus 18 mil funcionários em Itapetinga, município a 580 km de Salvador, na Bahia.

De acordo com informações publicadas pelo jornal baiano Correio, existe a possibilidade da empresa fechar totalmente a fábrica e transferir todos os empregos para Nova Déli, na Índia.

Azaleia encerra turno e demite 600
A Vulcabras/Azaléia, de Parobé-RS, vai demitir 600 funcionários e passará a produzir em apenas um turno.

Segundo informações da Zero Hora, as demissões acontecem nesta semana e a diminuição de turnos terá início em agosto.

As importações de produtos chineses seria o principal motivo.

Este é o segundo corte de funcionários. No primeiro semestre, 299 demissões foram realizadas.
Azaléia encerra operações em fábrica gaúcha
A Vulcabrás, controladora da fabricante de calçados Azaléia, vai encerrar as operações em uma das unidades gaúchas, localizada em Portão.

O anúncio foi feito aos 250 funcionários nesta quinta-feira, 11, que poderão optar entre transferir-se para a sede, em Parobé-RS ou rescindir contrato. 

Replay
Nitschke assume TI da Paquetá

Jorge Nitschke assumiu o comando da TI da Paquetá. 

Marmitt deixa a Paquetá

Luiz Alexandre Marmitt não é mais CIO da Paquetá.

O executivo comunicou a sua saída da empresa por e-mail a seus contatos nesta quinta-feira, 29.

"Meu ciclo de trabalho como gerente de TI da Paquetá foi encerrado e estou à procura de novos desafios. Na minha visão, o bom relacionamento que tivemos e eventuais projetos que fizemos juntos, permitiram que a TI da Paquetá avançasse muito neste período", comenta Marmitt no e-mail.

Paquetá negocia compra da Via Uno

A Paquetá está negociando a compra da concorrente Via Uno, num acordo que deve ser fechado em questão de dias, segundo matéria publicada nessa sexta-feira, 27, no Jornal do Comércio.

O negócio foi confirmado pelo presidente da Paquetá, Adalberto José Leist, ao jornal.

Paquetá triplica ROI online com Cadastra

Em três meses, o contrato de otimização de ações de marketing na Internet firmado pela Paquetá Esportes com a Cadastra triplicou o ROI das campanhas online da varejista gaúcha de calçados e artigos esportivos.

Conforme Luiz Dias, gerente de E-Commerce da Paquetá Esportes, os principais resultados foram sentidos nas campanhas de AdWords.