A Aracruz e a chilena CMPC, sediada em Santiago, assinaram um memorando de intenções que dá início a negociações sobre possível venda da unidade instalada na cidade gaúcha de Guaíba nesta terça-feira, 22.

O preço da transação objeto do memorando é de US$ 1,430 bilhão, sujeito a ajustes, informa a Agência Estado. O memorando ajustado entre as partes confere exclusividade à CMPC pelo prazo de 90 dias contados desta data.