Tamanho da fonte: -A+A

O Brasil não deve incentivar a dependência da economia nacional de capital estrangeiro, sob pena de passar pela crise que a Irlanda atravessa no momento atual.

É a opinião do vice-presidente de Relações Públicas da Assespro Nacional, Roberto Carlos Mayer, em artigo publicado no Baguete Diário nesta quinta-feira, 24.

“A forte dependência das empresas multinacionais para a manutenção do crescimento de seu PIB se tornou um ponto fraco da Irlanda”, acredita Mayer, citando o caso do centros de desenvolvimento da Microsoft no país.

De acordo com o empresário, no Brasil a dependência de capital multinacional é muito menor e restrita a setores da economia.

“A experiência irlandesa ensina que não devemos incentivar essa dependência, se não quisermos miar”, comenta Meyer, fazendo uma brincadeira com o apelido “tigre celta”.

Confira o artigo na íntegra pelo link relacionado abaixo.