RS: microcrédito a partir de R$ 500 para MPEs

28/04/2011 17:18

O governo estadual lança uma rede de microcrédito no estado.

O programa vai oferecer cerca de R$ 500 milhões anuais, por meio do Banrisul e com promessa de taxas de juros inferiores às do mercado, a micro e pequenos empresários, além de empreendimentos da chamada economia solídária.

Conforme o diretor do Banrisul, Guilherme Cassel, a meta é, em um primeiro momento, realizar operações entre R$ 500 e R$ 20 mil.

Tamanho da fonte: -A+A

O governo estadual lança uma rede de microcrédito no estado.

O programa vai oferecer cerca de R$ 500 milhões anuais, por meio do Banrisul e com promessa de taxas de juros inferiores às do mercado, a micro e pequenos empresários, além de empreendimentos da chamada economia solídária.

Conforme o diretor do Banrisul, Guilherme Cassel, a meta é, em um primeiro momento, realizar operações entre R$ 500 e R$ 20 mil.

Ao todo, o banco gaúcho projeta oferecer recursos próprios de cerca de R$ 20 milhões ao programa. Os demais recursos virão do BNDES, explica o secretário da Economia Solidária e de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe), Maurício Dziedricki.

“A iniciativa visa à concessão de financiamento de necessidades financeiras de atividades produtivas de pequeno porte, que se encontram alijadas do acesso ao sistema financeiro tradicional, adotando metodologia própria de atendimento, cuja premissa consiste no crédito orientado e acompanhado”, explica o secretário.

O programa reúne, ainda, a participação da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimentos do estado.

Nos próximos dez dias, todas as pastas envolvidas terão tempo para enviar sugestões sobre o projeto, que terá Decreto de Regulamentação encaminhado à Casa Civil para formatação final no término deste prazo.

Segundo Dziedricki, o programa deverá estar em operação em meados de julho.
 

Veja também

Crédito para pequenos provedores em estudo

O governo estuda linhas de crédito para que os pequenos provedores de internet possam oferecer acesso mais rápido no PNBL (Plano Nacional de Banda Larga).

O motivo seria a determinação da presidente Dilma Rousseff de um aumento na velocidade da conexão, para 1 Mbps em vez de até 600 Kbps.

Finep: crédito em dobro para P&D até 2014

Glauco Arbix, presidente da Finep, disse que a instituição pretende dobrar o volume de crédito para pesquisa e desenvolvimento nas empresas até 2014.

A expectativa é desembolsar, em média, R$ 2 bilhões por ano no governo Dilma, demandando R$ 4 bilhões adicionais ao atual orçamento da Finep em quatro anos.

Pedido de crédito indevido dará multa

A partir desta quarta-feira, 25, a Receita multará empresas que solicitarem ressarcimento de crédito tributário indevido em 50% sobre o valor pedido, segundo site da revista Exame.

GBarbosa moderniza operações de crédito

O GBarbosa, rede de supermercados, contratou a Acesso Digital para assumir a digitalização de seus documentos, especialmente os da área de crédito. O objetivo é ampliar a segurança na concessão de cartões private label, que já somam mais de um milhão de unidades.
 

Creditaria: crédito espanhol em Santa Cruz

A Creditaria, empresa espanhola de broker de crédito que atua há dois anos no Brasil, contando com 14 franquias, acaba de abrir uma unidade no Rio Grande do Sul.

A franquia, localizada em Santa Cruz do Sul e comandada pelos investidores André Azevedo e Ana Paula Azevedo, vai atender a demanda de cidades de toda a região.

Banrisul tem alta de 37% no lucro em 2010

Com valor nominal de R$ 741,2 milhões em 2010, o Banrisul teve lucro líquido 37% maior no ano passado, em comparação com o resultado de 2009, segundo anunciado pela instituição nessa segunda-feira, 14.

O patrimônio líquido do banco atingiu a soma de R$ 3,855 bilhões em 2010, 13,1% acima de 2009.

Banrisul: renovação do quadro à vista

Com média de idade de 43 anos no seu quadro funcional, o Banrisul deverá começar, no curto prazo, a repor sua equipe de colaboradores.

Dados divulgados pelo banco na última quarta-feira, 02, apontam 9.345 trabalhadores e 2.065 estagiários. Entre os membros do quadro, 30% têm mais de 50 anos, e o tempo médio de serviço é de 19 anos.

Banrisul quer 25% de mercado em SC

A nova direção do Banrisul pretende expandir a atuação do banco gaúcho para Santa Catarina.

A meta, conforme o novo presidente da instituição, Túlio Zanin, é alcançar 25% do mercado catarinense, atualmente em fase de captação.

O percentual almejado é o mesmo que hoje o banco detém no Rio Grande do Sul.