Tamanho da fonte: -A+A

A GE Helthcare anuncia a formação de uma joint venture com a Microsoft para o setor de saúde.

Ainda sem nome e com o anúncio da marca e dos novos produtos prometidos para fevereiro, a empresa fornecerá sistemas abertos para serem desenvolvidos por parceiros e soluções convergentes, que possam às soluções existentes no mercado como um "guarda-chuva" de softwares.

Com o foco na saúde, o grupo vai atuar em três linhas principais – resultado do paciente, com informações clínicas do doente unificadas e monitoradas em tempo real, ajudando a tomada de decisão; resultado do sistema, informações do trânsito do paciente dentro do ambiente hospitalar e em outras unidades de saúde.

Os sistemas da microsoft e GE Heathcare como amalga e e-health já estão implantados em países como  Estados Unidos, Canadá, França, Reino Unido e China.

Apesar de ter operações nesses países, a empresa começará a atuar como marca unificada apenas em abril de 2012, quando a meta é prospectar novos desenvolvedores para os sistemas, segundo informa Michael J. Simpson, presidente da joint venture.

Além disso, Simpson garante que a companhia não entra no Brasil para ser um novo competidor com as empresas já atuantes no mercado, pois a joint venture atuará na integração e na convergência dos sistemas já existentes.

Essa não é a primeira união que a GE faz no setor de saúde. No ano passado, a companhia assinou um contrato com a Intel, com participação acionária 50/50.

A parceria criou uma empresa focada em soluções de tele-saúde, combinando bens da divisão de Saúde Doméstica da GE Healthcare e do Grupo de Saúde Digital da Intel.

Saúde na América Latina

No primeiro trimestre de 2011, a GE estabeleceu a América Latina como pólo independente para ampliar os negócios e focar no desenvolvimento de soluções para saúde.

Já em 2010, a companhia investiu US$ 50 milhões em um fábrica do setor, a partir da qual serão produzidos equipamentos de raios X, mamografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, PET/CT e Sistemas de Monitoração.

Os investimentos da GE na região ultrapassam os US$ 500 milhões.