Tamanho da fonte: -A+A

O economista gaúcho Alexandre Tombini é um dos principais nomes para assumir a presidência do Banco Central caso a saída de Henrique Meirelles para disputar as eleições se confirme.

Desde abril de 2006, o gaúcho formado pela Universidade de Brasília (UnB) atua como diretor de Normas e Organização do Banco Central, controlando as regras que regem atividades dos bancos, como os tipos de linhas de crédito que podem ser oferecidas.

O atual presidente do Banco Central deve conversar com o presidente Lula provavelmente hoje, para anunciar se sai ou fica, informou a Zero Hora.

Nos meios políticos há rumores de que Meirelles, filiado ao PMDB, concorra a uma vaga no Senado por Goiás, ao governo do estado ou ainda à vice-presidência da república na chapa de Dilma Rousseff, do PT.