Tamanho da fonte: -A+A

A Apple negou a aprovação do aplicativo de leitura de e-book da Sony, chamado de Reader para iPhone.

Após a negativa, a Sony acusou a Apple de muar as regras da App Store.

“Infelizmente, com pouca antecedência, a Apple mudou a forma que impõe suas regras e isso vai impedir que a atual versão do Reader para iPhone fique disponível na App Store. Nós abrimos um diálogo com a Apple para ver se conseguíamos chegar a uma solução justa, mas atingimos um impasse”, afirmou a Sony, em nota publicada em seu site.

Em contrapartida, a Apple declarou que não mudou os termos de desenvolvimento ou orientações.

Segundo a porta-voz da empresa de Cupertino (Califórnia, EUA) Trudy Miller, é uma exigência comum na App Store a possibilidade de compra de livros in-app, ou In App Purchase.

O sistema defendido pela Apple custaria 30% à vendedora.

Pelas regras da própria Apple, a Sony pode apelar a um Conselho de Revisão de aplicativos rejeitados pela empresa.