Marasca: indicador e estratégia em dia com SAP

04/04/2011 16:09

A Marasca, companhia prestadora de serviços de beneficiamento de cereais, produtora de sementes e comerciante de insumos com 27 filiais no Rio Grande do Sul, acaba de iniciar o uso do SAP, implementado pela Sonda em um projeto da ordem de R$ 1,5 milhão.

A empresa, que trabalha com uma média de 12 milhões de sacas de cereais/ano e em 2011 projeta faturar R$ 500 milhões, decidiu pelo SAP All in One especialmente em função da necessidade de um sistema mais flexível e focado em indicadores de resultados.

Tamanho da fonte: -A+A

A Marasca, companhia prestadora de serviços de beneficiamento de cereais, produtora de sementes e comerciante de insumos com 27 filiais no Rio Grande do Sul, acaba de iniciar o uso do SAP, implementado pela Sonda em um projeto da ordem de R$ 1,5 milhão.

A empresa, que trabalha com uma média de 12 milhões de sacas de cereais/ano e em 2011 projeta faturar R$ 500 milhões, decidiu pelo SAP All in One especialmente em função da necessidade de um sistema mais flexível e focado em indicadores de resultados.

“A solução que usávamos antes nos serviu por muitos anos, mas, com nosso crescimento, acabou se tornando falha nesta parte”, destaca o gerente Administrativo e Financeiro da Marasca, Vagner Schneider Pereira.

Hoje, com o SAP em uso por cerca de 150 usuários, mas em processo de “ajuste fino” realizado por cinco profissionais da Sonda alocados na

Marasca, mais o time interno de três profissionais da TI da companhia gaúcha, os indicadores não são mais um problema: são a solução.

“Atualmente, todos os números são claros, contamos com indicadores de resultados que permite deixar a contabilidade perfeitamente em linha com a estratégia de negócios, de crescimento, de nossa empresa”, comemora Pereira.

Agora, a Marasca prepara novos investimentos na área de TI.

A empresa, que no ano passado também adquiriu cerca de 60 novos computadores AOC, além de fazer aprimoramentos na área de rede; estudo a compra de um novo CRM.

“Estamos em fase de avaliação de fornecedor”, ressalta Schneider. Segundo ele, Senior, SAP e Datacooper estão no páreo.

A implantação deve começar após a safra da soja, que encerra em maio próximo.
 

Veja também

Tyson do Brasil faz projeto SAP pioneiro

A Tyson do Brasil, braço nacional do gigante de carnes americano Tyson Foods, com faturamento de US$ 28,4 bilhões em 2010, realizou um projeto pioneiro no setor avícola brasileiro.

Desde maio do ano passado, as três unidades da empresa no país, duas em Santa Catarina e uma no Paraná, usam o ERP da SAP para rastrear toda a produção, desde o chocar dos ovos, passando pelos engorde das aves até o abate e o embarque para o destino final.

Leader e SBF vão de SAP Retail

A Leader e SBF, redes de varejo com 239 lojas espalhadas pelo Brasil, estão em processo de adoção do SAP Retail para controlar suas operações comerciais.

Ambas companhias já usam softwares da multinacional alemã no backoffice – menos complexa, essa área de negócio foi escolhida para uma primeira fase, ainda em 2009 – e agora vão colocar o produto no seu core business.

SABB é 1ª Run SAP da América do Sul

A SABB, empresa do grupo Coca Cola dona de marcas como Sucos Del Valle Mais e Matte Leão, foi a primeira a implementar o Run SAP na América Latina.

A ferramenta baseada em conceitos de ITIL para ERPs SAP foi implementada com apoio de quatro consultores certificados da FH Consulting, de Curitiba.

“É, sem dúvida, um projeto de inovação e pioneirismo no Brasil” destaca Fabrício Carneiro, gerente do projeto na FH.

Zaeli: R$ 10 mi em SAP e modernização da TI

A fabricante paranaense de alimentos Zaeli investiu R$ 10 milhões em um projeto de modernização de sistemas encabeçado pela adoção do SAP.

A implantação do ERP, pela paulista WA, levou seis meses e já mostra resultados.

“Esperamos economizar até 12% em alguns processos, em função da redução de retrabalho e da geração de indicadores em diversas áreas”, afirma o gerente de TI da Zaeli, Alexsander Morais Santos.

Sonda coloca SAP para rodar na Progás

A Sonda Procwork realizou a estabilização do ERP SAP na Progás, indústria metalúrgica especializada na fabricação de equipamentos para gastronomia.

Além de finalizar a implementação mal sucedida de outra consultoria da multinacional, a Sonda também integrou soluções de nota fiscal eletrônica e Sped Contábil à ferramenta, além de assumir o suporte remoto a todos os módulos SAP e treinar os funcionários da companhia para uso do ERP.

Sonda Procwork: nova direção de vendas SAP

Fábio Mello, que acaba de completar um ano de casa na Sonda Procwork, atuando como gerente Comercial de vendas SAP, acaba de assumir a direção da área.

Ele substitui Marcelo Boriero, que foi para a Microsoft.

O novo diretor de Vendas da unidade SAP trabalhou nove de seus 12 anos de mercado de TI na própria fabricante de software alemã. Destes, quatro anos foram dedicados ao nicho SME (Small and Medium Enterprise).

Sonda Procwork recebe certificação Run SAP

A Sonda Procwork, empresa do Grupo Sonda IT, recebeu da SAP AG a certificação para implementação da metodologia Run SAP em seus projetos.

O credenciamento capacita a Sonda Procwork a oferecer novos serviços de infraestrutura dentro dos padrões oficiais da SAP.

A metodologia fornece práticas baseadas em ITIL e Cobit para procedimentos, conteúdos, serviços, treinamentos e ferramentas para operações de ponta a ponta.

ERP Maxys gere R$ 4 bi em agronegócios/ano
A Maxicon, empresa de Toledo-PR especializada em soluções para o agronegócio, projeta um crescimento de 30% para 2009.

A empresa, que comemora dez anos de mercado, baseia a projeção nos bons resultados dos últimos tempos: hoje, a companhia soma, por exemplo, 1,2 mil usuários diretos de seus sistemas, que são utilizados para a gestão de aproximadamente 4,8% de toda produção de soja do Brasil
Accenture: Brasil é centro para agribusiness

A Accenture vai concentrar no Brasil sua estratégia de negócios para o mercado de agronegócio. Para isso, a companhia inaugura nesta terça-feira, 30, em São Paulo, seu primeiro Centro de Excelência focado nesta vertical.

Em sua abertura, o centro disponibilizará 15 soluções de gestão e tecnologia, número que deverá se expandir para 25 até 2013.

Organiza e Magic: NF-e para agribusiness
A Organiza Software, especializada em ERP para a indústria têxtil e de venda e distribuição de grãos, acaba de firmar uma parceria com a Magic Software Brasil para atender a clientes do segmento de agribusiness.
Com Digibase, satélite ajuda agronegócio

A Digibase, especializada em bases de dados geográficos, lança a Solução Verde, para monitoramento de áreas agrícolas e gestão da produção de alimentos.

A solução utiliza a base de imagens de satélite da Digibase para dar ao usuário informações sobre biomassa, tamanho de áreas de cultura agrícola, fases de crescimento e colheita, dados de cobertura de solo e mudanças ocorridas nas áreas plantadas, entre outras.

SPRO, Maxicon e SAP: foco no agronegócio

A curitibana SPRO IT Solutions lança o SPROMaxys, solução voltada ao mercado de agronegócio, com foco no segmento de grãos. Conforme a companhia, é o primeiro sistema específico para este segmento que permite integração com o ERP SAP.

CPM Braxis mira o agronegócio
A CPM Braxis lança um portfólio de soluções focado nas empresas de toda a cadeia produtiva dos setores agrícola e pecuarista.

As ferramentas, desenvolvidas a partir de experiências da companhia no atendimento de grandes clientes do agribusiness, atendem a todo o ciclo produtivo das companhias - sejam processos industriais, de campo ou back Office.
T-Systems mira SAP para crescer em Blumenau

A T-Systems pretende aumentar em pelo menos dez companhias locais o número de clientes atendidos por sua unidade de Blumenau, cuja carteira soma, atualmente, em torno de 15 empresas, entre elas nomes como Mercedes-Benz, Volkswagen e Bradesco.

Para isso, o foco será reforçar a área SAP da unidade, que também presta serviços nas outras divisões de ofertas da empresa-braço do grupo alemão Deutsche Telekom.