Tamanho da fonte: -A+A

A Oracle adicionou novas queixas sobre violações nas áreas de direitos autorais e de contratos ao processo que move sobre a rival SAP, nesta sexta-feira, 01, revela a Computerworld.

"Esse caso tem a ver com roubo corporativo em grande escala", afirma o documento apresentado à Corte de São Francisco. A Oracle alega que a SAP violou seus direitos autorais baixando ilegalmente softwares e documentos de suporte, além de não ter respeitado os termos de uso do site Customer Connection, directionado aos clientes.

O complemento das alegações era esperado para o dia 18 de maio, mas o prazo foi adiado. A SAP planeja responder aos comentários até o dia 2 de julho, informou a alemã também em um comunicado.

"Na ocasião a SAP vai se manifestar diretamente sobre as alegações da Oracle. A SAP está ansiosa para se defender vigorosamente deste caso", enfatiza o documento. A Oracle entrou com o processo no dia 22 de março, acusando a rival de "roubo corporativo em grande escala".

Trabalhadores da subsidiária da SAP TomorrowNow teriam se apropriado do banco de dados da Oracle e roubado informações usadas para prover suporte aos seus clientes. O objetivo seria oferecer um serviço de suporte mais barato.