Tamanho da fonte: -A+A

Para ampliar a integração de seus sistemas de automação, telemetria e telessupervisão nos diversos setores do mercado de automação industrial, a Flex Telecom fechou um contrato com a porto-alegrense Elipse Software, que vai desenvolver um driver para empresa de Itabirito-MG, voltado à flexibilização do uso do sistema Controlflex.

“Já possuímos um supervisório próprio e exclusivo para comunicação com nossos equipamentos. Em função disso, para as aplicações em que o cliente não necessite de um software que se comunique com variados protocolos e sistemas, ainda poderemos optar por usá-lo”, explica o diretor da Flex, Marcos Túlio Vieira. “Porém, nos casos que exijam a aplicação de um supervisório compatível com equipamentos de outros fornecedores, utilizaremos as soluções da Elipse”, complementa.

Segundo ele, a Flex já estuda implementar as soluções da companhia gaúcha em pelo menos 70% de seus projetos, mesmo não havendo demanda por maiores compatibilidades.

Desse modo, os softwares da Elipse serão utilizados tanto no lugar dos supervisórios da Flex, quanto em outros casos que ainda não contêm com qualquer sistema de controle e monitoração.

“Já neste primeiro semestre, por exemplo, esperamos aplicar as soluções da Elipse em três projetos da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) localizados nas cidades de Ribeirão das Neves, Contagem e Ninheiras”, revela o diretor.

Para Humberto Costa Arruda, consultor técnico da Elipse em Belo Horizonte, o negócio junto à Copasa abre uma grande oportunidade para a empresa.

“Tem tudo para dar certo. Sei que eles (Flex) são bem vistos pela Copasa, a qual, por sua vez, utiliza nossos softwares. Uma mistura perfeita”, comemora Arruda.