Tamanho da fonte: -A+A

O governo mineiro lança o portal Federaminas de NF-e. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a NFe do Brasil, empresa da Comercial Mineira do grupo BMG e grupo TBA , e a Federaminas, entidade que congrega mais de 400 associações comerciais de cidades do estado, representando aproximadamente 180 mil empresários de diversos setores.
 
Pelo site, as empresas de Minas Gerais podem emitir, gerenciar e armazenar notas fiscais eletrônicas. A meta é emitir 25 mil notas mensalmente, o que representaria cerca de 500 empresas atendidas, já nos primeiros seis meses de uso do portal.
 
No total, cerca de 800 mil empresas de todo o Brasil se enquadram na obrigatoriedade imposta pela Receita Federal para substituição de notas de papel por eletrônicas. Destas, mais de 90% ficam no Sul e Sudeste do país.
 
“Existem quatro fases de obrigatoriedade de nota fiscal eletrônica em 2010, sendo que a primeira ocorreu em abril deste ano, e 37,5 mil empresas mineiras precisarão se adequar. Nosso papel é ajudá-las, oferecendo ferramentas que atendam a esta necessidade”, afirma Wander Luis, presidente da Federaminas.
 
O portal é focado em pequenas e médias empresas, que não podem custear uma solução in house para NFe e SPED.

O novo serviço é cobrado pela quantidade de notas emitidas por mês, a preços que variam de R$ 0,65 a R$ 1 por nota.
 
Além disso, empresas de médio e grande porte que preferirem investir em uma solução própria e personalizada poderão adquirir a solução de nf-e já instalada em um servidor e o certificado digital, por um custo em cerca de 20% mais barato que a média de mercado, garante Wander.