Tamanho da fonte: -A+A

A coreana Samsung trabalha nos últimos detalhes de um estudo para iniciar a fabricação de impressoras em Campinas, onde já produz telefones celulares. Segundo informações do Valor Econômico, o assunto está na "negociação final" com a sede da multinacional, em Seul.

"A Lei de Informática induz as empresas a produzirem no país. O cenário é favorável, tudo indica que vamos produzir aqui", afirma na matéria Benjamin Sicsú, vice-presidente de novos negócios da Samsung Brasil. O executivo não fala em prazos, mas garante que "uma vez que a decisão seja tomada, o processo é rápido, coisa de um ou dois meses".

Impressoras a laser
Com a produção no Brasil, a Samsung deverá se concentrar nos modelos a laser, fabricando desde impressoras simples, até máquinas com múltiplas funções. Por enquanto, os planos não incluem equipamentos com jato de tinta. A partir da nova unidade, a empresa quer ter mais flexibilidade e rapidez para abastecer o mercado. "A competitividade está muito associada a uma produção local", comenta Sicsú.

Presente no país desde 1984, a subsidiária brasileira da Samsung faturou US$ 1,2 bilhão em 2005, crescimento de 70% sobre o ano anterior. Atualmente, a companhia soma cerca de 600 funcionários em sua unidade de Campinas. Em Manaus são aproximadamente 750 pessoas. Além da fabricação local de produtos como TVs de plasma e cristal líquido, gravadores de DVD, monitores e aparelhos celulares, a Samsung é hoje a única fabricante de discos rígidos para computadores em todo o país.