Armando Buchina, CEO da Disoft

Tamanho da fonte: -A+A

A Disoft, especialista em soluções de gestão de crédito com 24% de market share no país, comemora um crescimento acima do mercado em 2010, registrando aumento de aproximadamente 30% e faturando cerca de R$ 13 milhões.

Para este ano, a companhia paulista projeta se expandir 60%, baseada em uma estratégia iniciada em 2010, quando traçou um plano para crescer três vezes em três anos.

Em 2009, a Disoft faturou R$ 9,5 milhões. Na época, o negócio era estruturado em duas unidades, com atividades focadas no software de gestão de crédito e leasing financeiro.

“Então, projetamos um crescimento audacioso, com a criação de novas áreas e a realização de novas parcerias para abranger novos mercados e oferecer soluções completas em TI”, conta Armando Buchina, CEO da Disoft, acrescentando que só no ano passado foram criadas duas novas operações: IT Services e ECM.

A unidade IT Services hoje oferece serviços de gestão de TI e tem contratos de terceirização com 20 clientes, entre os quais Parmalat, LeitBom, Daslu e Tranexpress.

Já com a divisão de ECM a empresa passou a oferecer também soluções integradas de BPM, Workflow, ECM e portal management.

Além disso, a Disoft também fechou uma parceria com a norte-americana Intalio, focada em soluções de BPMS open source.

Projetos nas nuvens
Para este ano, também estão nos planos da empresa o lançamento de uma quinta unidade de negócios, já em fevereiro.

“Traremos uma solução inovadora para o mercado de cloud computing”, garante Buchina.