A paulista Acesso Digital, especializada em digitalização de documentos, projeta dobrar de tamanho em 2011, faturando R$ 14 milhões, e ser a empresa de seu setor que mais cresce no Brasil até 2012. 

 
Para isso, a estratégia tem foco no Sul, onde a companhia acaba de abrir sua segunda unidade, em Curitiba.
 
A primeira fica em Porto Alegre e já atende a 21 clientes ativos, respondendo por 8% do faturamento geral, segundo explica o diretor Comercial da empresa, Edgar Ferretti.
 
“No Rio Grande do Sul, já atendemos às principais redes de varejo, mas o Paraná está entre as cinco economias mais importantes do país e uma empresa que quer se expandir como nós precisa marcar presença em mercados fortes”, ressalta o executivo.
 
Nesta estratégia, conta a favor do Paraná também o fato de o estado concentrar muitas concessionárias de veículos, que serão o foco da Acesso Digital por lá. 
 
Neste segmento, segundo Ferretti, a digitalização é utilizada nas áreas de entrada e saída de veículos seminovos, faturamento de carros e na análise de crédito do cliente.
 
“Neste processo todo, cerca de 70% das cópias documentais são eliminadas através do armazenamento eletrônico”, comenta o diretor Comercial.
 
Dado colhido e comprovado junto a uma carteira de clientes que hoje inclui nomes do setor como Metrovel, Copagra, KIA Motors, Grupo Itavema, Viamar e Meira Lins, entre outros.
 
A filial de Curitiba é a quarta aberta pela companhia paulista – além de Porto Alegre, também contam com unidades o Rio de Janeiro e Belo Horizonte. 
 
Ainda este ano, conforme Ferretti, a meta é chegar a dez unidades, sendo Ribeirão Preto, Manaus, Salvador, Cuiabá e Brasília os próximos destinos. 
 
Além do setor concessionário e de varejo, a companhia atende a clientes de segmentos como private label, concessão de crédito, bancos, contabilidade, RH e indústria, incluindo nomes como Bradesco, Itaú, BMW, Marisa, Quero-Quero, Paquetá e Vivo, entre outros.
 
O carro-chefe do portfólio é o Safe-Doc, solução composta por equipamentos, software e suporte para digitalização de documentos.
 
O pacote, que inclui scanner, ferramental para captura e classificação dos conteúdos, portal de Internet para busca do material, estrutura de armazenamento e serviços de implementação, treinamento e suporte, é pago por mensalidade.
 
A ferramenta permite o gerenciamento de documentos digitalizados (escaneados) e eletrônicos, contando com integração com impressora PDF, o que substitui a impressão e arquivamento físicos pela versão digital.
 
É possível usar o Safe-Doc tanto de forma departamental (centralizada) quanto distribuída (em lojas, filiais, agências, entre outras).
Além disso, a solução possibilita integração com todos os tipos de scanners e multifuncionais e a geração de relatórios para auditoria de documentos.