Tamanho da fonte: -A+A

Uma comitiva da SilTerra, fábrica da Malásia de circuitos integrados, estará na quarta-feira, 14, das 9h às 12h15, no auditório da Acate (Rua Lauro Linhares, 589), em Florianópolis, para desenvolver novos negócios.

A iniciativa é voltada para design houses brasileiras, institutos de pesquisa e integrantes dos órgãos governamentais envolvidos com o Brasil Maior.

Segundo Murilo Pessatti, sócio da Chipus, empresa incubada no MIDI Tecnológico e idealizadora do encontro, essa é uma iniciativa para o país aprender com o melhor na fabricação de chips.

“A trajetória da empresa malaia pode servir como inspiração e modelo na condução da política brasileira para um desenvolvimento sólido e acelerador do setor”, destaca o executivo.

A área de semicondutores faz parte de um dos eixos estratégicos para a promoção da inovação na nova política industrial Brasil Maior. A proposta do governo é ter uma fábrica de chips nos próximos anos e, para isso, o setor está mobilizado para inovar e mostrar que o Brasil tem capacidade no desenvolvimento desse tipo de tecnologia.

Produtora de wafers para circuitos integrados, a SilTerra oferece tecnologias de fabricação CMOS com soluções voltadas para circuitos digitais, analógicos e de sinais mistos, de alta tensão e de radiofrequência.