CPM Braxis Capgemini: Teradata na infra SAP

14/04/2011 11:57

A CPM Braxis Capgemini firmou uma parceria com a Teradata, especializada em data warehousing corporativo.

O acordo torna a companhia brasileira responsável por implementar a plataforma de data warehouse Teradata como infraestrutura relacional para o SAP BW.

Tamanho da fonte: -A+A

A CPM Braxis Capgemini firmou uma parceria com a Teradata, especializada em data warehousing corporativo.

O acordo torna a companhia brasileira responsável por implementar a plataforma de data warehouse Teradata como infraestrutura relacional para o SAP BW.

“A proposta é a combinação da tecnologia e especialização da Teradata com os recursos, competências e experiências da CPM Braxis Capgemini na consultoria de negócios, integração de sistemas e outsourcing”, explica o head do cluster de BI/EPM da COM, César Casado.

Segundo ele, a parceria já vinha sendo trabalhada entre as empresas desde o final do ano passado, mas a fusão CPM Braxis/Capgemini, oficializada no último trimestre de 2010, deu impulso para o fechamento do acordo.

“A Capgemini é a segunda maior parceira da Teradata no mundo e a maior na Europa, com mais de 20 clientes conjuntos”, ressalta Cassado. “Além disso, agora somos o único parceiro global com forte atuação no Brasil que concilia vendas de hardware e de software”, complementa.

Já a diretora de Alianças e Canais da Teradata para América Latina, Raquel Hauschild, avalia que a nova aliança traz para a companhia mais competitividade em verticais em que pretende crescer no Brasil, como governo, bens de consumo, varejo e manufatura.

A executiva também baseia a aposta em estudos como o do Gartner sobre o mercado de BI mundial: conforme a consultoria, em 2011 este tipo de solução movimentará aproximadamente 10% a mais do que no ano passado em todo o globo.

“É um bom momento para as empresas explorarem este fator também em terras brasileiras. Já desenvolvemos um projeto de sustentação do data warehouse em um grande cliente do setor financeiro”, afirma Cassado. “O objetivo é atuar fortemente neste setor, para que sejamos líderes na oferta desta plataforma”, acrescenta.

No contexto global, a Capgemini desenvolveu soluções conjuntas para atender a demandas específicas de algumas verticais de mercado, como finanças, utilities, Telecom.

Agora, a meta é trazer ao Brasil algumas destas ofertas, de acordo com a demanda.

Segundo Cassado, a meta começa pelos segmentos de varejo, bens de consumo e serviços financeiros porque muitos dos data warehouses que já foram construídos no país, especialmente para clientes destas áreas, já estão obsoletos.

“As principais vantagens do data warehouse da Teradata são performance e escalabilidade. Ou seja: as aplicações funcionam rapidamente e a arquitetura do sistema permite que as ampliações sejam realizadas com mais facilidade. Além disso, é uma plataforma especializada no ambiente analítico e é homologada pela SAP”, finaliza ele.

A CPM Braxis Capgemini é a maior empresa de serviços de TI de origem brasileira, segundo dados próprios.

Resultante da aquisição da CPM Braxis pelo Grupo Capgemini, a companhia oferece consultoria e outsourcing, contando com application services, infrastructure technology services e BPO.

Atualmente, a estrutura da CPM Braxis Capgemini conta com oito centros de desenvolvimento, um data center e mais de seis mil profissionais.

A companhia também mantém centros de teste e comando para gerenciamento remoto de infraestrutura, bem como núcleos de serviços compartilhados de manutenção e suporte para soluções SAP.

A empresa tem certificação CMMI Dev 1.2 Nível 5 e presença no Black Book of Outsourcing como uma das 50 melhores companhias globais de outsourcing (22ª posição).

Veja também

Capgemini compra CPM Braxis

A Capgemini adquiriu 55% das ações da CPM Braxis por um valor total de R$ 517 milhões.

CPM Braxis terá data center

A CPM Braxis inaugura em janeiro um data center de 1,1 mil metros quadrados em Alphaville, na Grande São Paulo, com capacidade para dobrar de tamanho.

A nova unidade de negócios foi construída para entregar software como serviço (SaaS) pelo modelo de cloud computing.

CPM Braxis cria metodologia de testes

A CPM Braxis lançou uma oferta estruturada de metodologias e processos para a realização de testes de aplicações, baseada em uma metodologia própria.

De acordo com a companhia,  a padronização da forma de trabalho possibilita a interação com os principais softwares do mercado.

CPM Braxis aposta outsourcing remoto de infra

A CPM Braxis lança o Remote Infrastructure Management Operation (RIMO), serviço que engloba todas as demandas de suporte de TI .

A oferta inclui monitoramento, encaminhamento, escalonamento, engenharia e suporte, service desk, gestão de segurança, data center e administração remota de ambientes heterogêneos, com acompanhamento instantâneo de servidores e aplicações críticas.

CA e Capgemini juntas em BPO

A CA e a Capgemini, provedora de serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, firmaram uma parceria para criar um serviço de terceirização de processo comercial (BPO).

O foco são os mercados de energia, carbono e sustentabilidade.

Na parceria, a Capgemini entra com sua unidade comercial de BPO, que vai vender a solução CA ecoSoftware, focada na gestão de dados relativos a sustentabilidade.

Teradata faz segunda compra em três meses

A Teradata comprou 89% da Aster Data Systems, da qual já detinha os outros 11%.

A nova transação exigiu investimento de US$ 263 milhões, em dinheiro.

A Áster Data é especializada em tecnologia para coleta de informações de clusters de servidores de dados, como weblogs e stream de cliques.

Foi a segunda aquisição realizada pela Teradata desde janeiro.

Teradata faturou US$ 1,9 bi em 2010

A Teradata obteve receita de US$ 548 milhões no quarto trimestre de 2010, aumento de 10% com relação aos US$ 496 milhões do mesmo período de 2009.

Para todo o ano de 2010, a receita foi de US$ 1.936 bilhões, alta de 13% ano/ano.

No 4T10, a receita líquida da Teradata foi de US$ 85 milhões (US$ 0,50 por ação), contra US$ 84 milhões (US$ 0,48 por ação), registrados um ano antes.

Teradata compra Aprimo e foca marketing

A Teradata, especializada em data warehousing e análise de negócios, acaba de adquirir a Aprimo, multinacional da área de software na nuvem para marketing integrado, por aproximadamente US$ 525 milhões.

Juntas, as duas companhias pretenden criar novas soluções analíticas, focadas na ampliação da performance de estratégias de marketing corporativo.

Teradata: novo gerente para governo no Brasil

A Teradata Corporation acaba de contratar Carlos Roberto Bokor para assumir a gerência de vendas da empresa para o governo.

O executivo tem 12 anos de experiência em serviços técnicos e comerciais, em empresas como Sybase, Business Objects, Oracle e Red Hat.

Na nova função, Bokor vai se reportar ao gerente geral de Vendas da Teradata, Alexandre Vasques.

Teradata: acordo com RainStor elimina fitas
A Teradata, especializada em data warehousing, firmou uma parceria com a RainStor, que possui tecnologias de retenção de dados. Pelo acordo, os clientes da Teradata poderão armazenar dados por período extensos na estrutura da nova parceira, garantindo economia e segurança por meio da eliminação do uso de fitas.