Mônica Mellão

A Service One, empresa com escritórios em São Paulo, São José dos Campos e Blumenau que atua na venda a implementação do SAP Business One, anuncia um crescimento de 40% no primeiro semestre de 2010.

Do total dos negócios da empresa, 15% vêm hoje do Sul e, até o fim deste ano, a meta é se expandir mais 10% na região, onde atende a 13 clientes de diversos segmentos, como Unilux (indústria de persianas), NBFalce ( assistência técnica de bombas hidraulicas), Bicho Esperto (editora da área de educação infantil) e Rotoline (fabrica de máquinas de rotomoldagem).

Conforme Mônica Mellão, sócia-diretora da Service One, o crescimento da empresa tem se apoiado na venda via canais – em todo o Brasil, a rede da companhia soma 40 revendas.

A onda de investimentos em TI pós crise também fortaleceu os negócios. “Com o reaquecimento da economia, as empresas tiraram os projetos de implementação de ERP da gaveta e colocaram em prática”, avalia a executiva.
 
Fundada em 2006 a partir de uma junção de atividades da BBKO Consulting e On Set Tecnologia, a Service One é parceiro Gold SAP e foi reconhecida este ano pela multinacional alemã com os prêmios Melhor e Maior Parceiro em Volume de Novos Clientes para América e Caribe durante a conferência anual realizada pela companhia em Cancun.

“A Service One simboliza o que na SAP denominamos de parceiro referência”, afirma Marcos Figueiredo, Business One Channel Sales Head da SAP. E explica: “Trata-se de um parceiro estruturado, comprometido, com excelência em termos comerciais e técnicos”.

EBP
A companhia paulista também é o parceiro piloto no Brasil do programa “EBP - Extended Business Program”, da SAP.

O projeto, já em andamento em outros países, é voltado a aumentar o número de revendas capacitadas na venda e implementação do SAP Business One.

“Este programa foi criado para empresas que não são parceiras SAP, possibilitando que se tornem revendas autorizadas por meio da Service One”, explica Mônica.

Pela iniciativa, as revendas capacitadas se tornam EBM – Extended Business Member e recebem apoio durante todo o ciclo de vida dos clientes, até tornarem-se autônomas, seja na venda, pré venda ou na fase de consultoria.

Há dois níveis de EBM: Nível 1, quando o canal realiza apenas a venda do Business One, e o 2, quando há também implantação.

Para o primeiro, é preciso ter uma equipe formada por, no mínimo, um vendedor/pré-venda e um telemarketing, todos com conhecimentos em processos de ERP e informática.

Já para o segundo, são requeridos os mesmos profissionais do nível anterior, além de um time de consultores e uma equipe de implantação.

Conforme Mônica, o cadastramento de interessados em se tornarem EBM está aberto, e pode ser feito pelo link abaixo.