Douglas Rivero

A SonicWALL, fornecedora de soluções de segurança com sede nos EUA, pretende dobrar a participação do Sul no faturamento da subsidiária brasileira, atualmente em 10%, dentro de dois anos.

Para isso, a companhia investiu na instalação de um centro de treinamento e certificação em Porto Alegre.

A unidade funciona por meio do parceiro Max Protection, que já atuava em venda e implantação há cerca de cinco anos.

“Já possuímos centros autorizados como este em São Paulo e Fortaleza. Com o novo centro do Sul, nossa meta é expandir a cultura de utilização de nossas soluções na região”, afirma o country manager da empresa no Brasil, Douglas Rivero.

Os treinamentos e certificações serão oferecidos a canais - que hoje são três no Sul, número que a companhia pretende dobrar no próximo ano – e para clientes.

A SonicWall atende no Sul a nomes como Centro Logístico Eichenberg & Transeich, Camera Agroalimentos e Camil Alimentos, que tem sede em São Paulo, mas três unidades no Rio Grande do Sul.

Brasil no topo
A nova aposta no Brasil se justifica: enquanto em 2010 o faturamento global da corporação cresceu aproximadamente 30%, nos últimos dois anos a receita da SonicWall Brasil subiu a uma taxa média de 70%, com previsão de expansão em nada menos do que 100% para 2011.

Lançamento mundial...
Outra carta na manga da companhia para fomentar o crescimento é o lançamento, anunciado nesta terça-feira, 15, da série SuperMassive E10000 de firewalls de próxima geração, que marcam a entrada da empresa na oferta de segurança para o mercado de grande porte.

... foco local
“Estamos falando de produtos para clientes com altíssima exigência de banda, performance, qualidade e disponibilidade. No Sul, por exemplo, o público-alvo serão governo, universidades, provedores de serviços, data centers, grandes corporações e instituições hospitalares”, explica Rivero.

No caso dos hospitais, por exemplo, ele ressalta a garantia de performance oferecida pela nova linha, que compreende os modelos E10100, E10200, E10400 e o carro-chefe E10800.

“Trata-se de uma arquitetura escalável que chega a 96 núcleos de processamento, com mais de 40 Gbps de taxa de transferência no firewall e mais de 30 para controle de aplicativos e serviço de prevenção de invasão (IPS)”, destaca o executivo. “Uma rede hospitalar, por exemplo, trafega um volume altíssimo de dados pesados, como imagens de exames, que requerem muita qualidade, disponibilidade e performance. Podemos entregar isso”, assegura.

A série SuperMassive E10000 usa o mecanismo RFDPI (Reassembly-Free Deep Packet Inspection) da SonicWall para varrer cada byte de cada pacote, fazendo uma inspeção total do conteúdo de todo o fluxo, com baixa latência.

O RFDPI também garante inspeção completa do tráfego SSL codificado e das aplicações fora do Proxy, além de proteção independente do transporte ou protocolo.

Ainda na nova série, o E10100 traz 12 núcleos de processamento e mais 12 no modo integrado de alta disponibilidade, contando também com inteligência de aplicativos e prevenção contra invasão a 3 Gbps.

Já o E10200 utiliza 24 núcleos de processamento e oferece 7,5 Gbps de controle de aplicativos e IPS, enquanto o E10400 vem com 48 núcleos de processamento, oferecendo 15 Gbps de controle de aplicativos e IPS.

O SuperMassive E10800, por sua vez, é o top da linha: com 96 núcleos, é o único firewall de próxima geração do mercado a oferecer visualização e controle de milhares de aplicativos com recurso simultâneo de prevenção contra invasão e até 30 Gbps de taxa de transferência com baixa latência em qualquer combinação de portas 6x10-Gbps SFP+ e 16x1-Gbps SFP, garante Rivero.

A solução conta, ainda, com mais de 10 Gbps de proteção anti-malware contra mais de quatro milhões de variáveis de malware.

“Todos os modelos da série SuperMassive E10000 podem ser atualizados, protegendo os investimentos em infraestrutura de segurança no caso de aumento dos requisitos de largura de banda e de segurança da rede”, afirma o country manager, destacando o modelo de oferta de segurança como serviço trabalhado pela empresa há cinco anos.

Ainda conforme Rivero, para requisitos de largura de banda ainda mais exigentes, a série SuperMassive permite a composição de até oito sistemas, com até 120 Gbps simultâneos de firewall de próxima geração, controle de aplicativos e prevenção contra invasão e até 60 Gbps de proteção anti-malware.

Disponibilidade
Quanto à disponibilidade das novas soluções, o SuperMassive E10100 será distribuído no segundo trimestre deste ano e o SuperMassive E10200, E10400 e E10800, no terceiro.

A SonicWall
Com sede em SunnyVale, Califórnia, a companhia conta com escritórios em 23 países, empregando mais de 850 colaboradores.

Em todo o mundo, a base de appliances instalados pela empresa passa de 1 milhão.

No ano passado, a empresa foi comprada por um grupo de investimentos liderado por Thoma Bravo LLC, em uma transação no valor de US$ 717 milhões.

À époda do anúncio do negócio - por volta de agosto de 2010 -, a fornecedora de soluções de recuperação e backup de dados e de segurança indicou perspectiva de acelerar o crescimento e expandir a atuação para contas de nível enterprise.