Tamanho da fonte: -A+A

A SAP terá, ainda  no primeiro semestre deste ano, seus primeiros canais focados em mobilidade no Brasil.

A empresa já está avaliando 38 companhias, das quais algumas já são parceiras, mas cerca de 12 ainda não trabalham com SAP, interessando à multi pela expertise no mercado mobile.

“Hoje, temos alguns parceiros, como a gaúcha ITS, que trabalham com oferta focada em mobilidade, baseada na nossa tecnologia, mas não temos ainda canais de venda de nossa plataforma específica”, explica Humberto Vieites, diretor de Ecossistema e Canais da SAP Brasil.

Ao todo, a companhia soma cerca de 250 parceiros no país. Com os novos, a meta é focar uma plataforma que abrange três frentes: MDM, solução de SMS para operadoras e o Sybase Unwired Platform – SUP, carro-chefe da oferta.

O SUP funciona como uma espécie de interface para dispositivo móvel integrada a qualquer sistema SAP, tanto de back quanto de frontoffice.

O aplicativo permite inserir e trabalhar informações em um smartphone, celular, notebook ou tabletf, que automaticamente rodam no ERP ou qualquer outro sistema SAP usado na empresa.

Já a solução de MDM (do inglês Mobile Device Management)  é o Afaria 7.0, para gerenciamento de parques de dispositivos móveis empresariais.

A solução possibilita a departamentos de TI administrarem as aplicações móveis com recursos de segurança como, por exemplo, a possibilidade de apagamento remoto de todo o conteúdo armazenado nos dispositivos, em caso de perda ou roubo.

“Basta o usuário informar, que, por meio da solução, tudo será apagado, já com backup feito, para que haja proteção, e  não perda, dos dados”, destaca Vieites.

A ferramenta também tem interface de programação de aplicações (API) para serviços virtuais, com acesso gratuito para clientes e parceiros de negócios.

O terceiro elemento da oferta de mobilidade da SAP é o Sybase 365, plataforma de SMS na qual, conforme Vieites, roda cerca de 65% das short messages do mundo, atualmente.

Apesar disso, é pouco conhecida no Brasil, tendo muito mais usuários na Ásia e Índia.

Agora, a meta é aumentar a participação do produto no Brasil.

Mais canais
A SAP também pretende fortalecer o ecossistema de parceiros em outras áreas, em alinhamento à sua estratégia de ir além da base “Applications”, que se traduz no bom e velho ERP.

“Vamos aumentar a base de canais, com cerca de 40 novos no Brasil este ano”, comenta Vieites. “O foco serão soluções de Business Analytics, Database and Technology, Mobility e Cloud Computing”, finaliza.

Gláucia Civa cobre o SAP Fórum 2012, em São Paulo, a convite da SAP Brasil.