Dança das cadeiras na Ci&T

16/02/2012 16:20

A Ci&T acaba de promover um mexe-mexe geral em sua diretoria, como parte de seu processo de internacionalização.

Bruno Guiçardi, co-fundador e ex-diretor de Operações da companhia, vai para os EUA, reforçar a liderança naquele mercado.

Já  Aminadab Nunes parte do cargo de CTO para a diretoria da área de Global Delivery.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ci&T acaba de promover um mexe-mexe geral em sua diretoria, como parte de seu processo de internacionalização.

Bruno Guiçardi, co-fundador e ex-diretor de Operações da companhia, vai para os EUA, reforçar a liderança naquele mercado.

Já  Aminadab Nunes parte do cargo de CTO para a diretoria da área de Global Delivery.

Na nova função, Nunes será responsável pela estruturação global dos centros de desenvolvimento de todas as linhas de negócio da empresa.  

Segundo ele, as mudanças na companhia seguem um modelo de gestão baseado no conceito de “times de alta performance”, que é um contraponto à estratégia clássica das grandes fábricas de software, majoritariamente baseadas na Índia.

“Nesse novo modelo, os contratos de serviços são atendidos através de ágeis estruturas locais e centros de desenvolvimento localizados em fuso-horários compatíveis”, explica o ex-CTO.

Atualmente, os clientes da Ci&T nos EUA são atendidos através de três escritório locais, mantidos na Filadélfia, Nova Jersey e Atlanta, e dos centros de desenvolvimento de Campinas, Belo Horizonte e Buenos Aires.

A empresa tem também clientes no Japão, atendidos através da combinação de uma unidade de Tokyo e de um centro de desenvolvimento em Ningbo, China.

Ao todo, hoje são 1,5 mil funcionários distribuídos nestas unidades, mas até 2015 a meta, segundo Guiçardi, é que um terço dos colaboradores esteja no exterior.

“Pretendemos gerar três mil postos de trabalho em todo o mundo”, afirma o executivo.

Eleita uma das 100 melhores empresas de outsourcing de TI do mundo pela IAOP/Fortune, a Ci&T atua neste modelo em desenvolvimento e manutenção de aplicações, consultoria em SAP, BI e plataformas mobile e cloud.

A carteira de clientes da companhia inclui nomes como Andrade Gutierrez, Banco Votorantim, Coca-Cola, Fiat, Johnson & Johnson e Honda.
 

Veja também

NSK agiliza padronização com Ci&T

A NSK Américas adotou metodologias ágeis na construção de novas funcionalidades, customizações e na implantação do novo sistema comercial e de supply chain, com consultoria da Ci&T.

Sistemas comerciais usados nas unidades da empresa em todo o mundo há 40 anos foram trocados no projeto por um novo sistema único e integrado para a área comercial e de supply, iniciado em 2006.

Ci&T quer 1/3 da equipe no exterior até 2015

A paulista Ci&T planeja contratar cerca de três mil profissionais para operações no exterior nos próximos quatro anos, chegando a ter um terço da equipe no estrangeiro neste período.

Hoje, 35% do faturamento da companhia provém de exportação, atendida por três escritórios locais na Filadélfia, Nova Jersey e Atlanta, além de centros de desenvolvimento de Campinas, Belo Horizonte e Buenos Aires.

Ci&T banca ideias de funcionários

A Ci&T criou um programa de incentivo à startups que investirá de R$ 100 mil a R$ 500 mil na montagem de novos negócios.

Chamado de Programa de Empreendorismo, o projeto visa a dar oportunidades de negócios para os seus colaboradores e, também, novos negócios para o grupo.

Em troca do investimento, a Ci&T fica com uma pequena participação societária, que mantém por cinco a sete anos.

CI&T: nova unidade de olho em cloud

A CI&T acaba de criar uma divisão de negócios focada em cloud computing.

Na nova unidade, a companhia conta com parcerias com provedores de tecnologia em nuvem que permitem a oferta de três soluções.

Uma, o Google Apps for Business e Salesforce (CRM), com plataformas de e-mail, colaboração, documentos, vídeos, gestão de força de vendas e call Center.

Outra, o Google App Engine e Force.com,  que traz componentes prontos das principais Plataformas como Serviço (PaaS).

Coca-Cola reduz SAC com Ci&T

A Coca-Cola conseguiu reduzir em 100% o número de SACs em campanhas promocionais com uma solução da brasileira Ci&T.

Correção de defeitos, aprimoramentos e atualizações do atendimento, bem como do monitoramento dos servidores e de questões de segurança e interface com auditorias, ficaram aos cuidados da Ci&T.

PUCRS: acordo com a Ci&T foca em software

A PUC-RS realizará uma palestra para apresentar o convênio entre a universidade e a consultoria de informática e telecomunicação Ci&T, na quarta-feira, 18, às 18h, na Faculdade de Informática da PUC-RS (avenida Ipiranga, 6681, sala 517 - prédio 32).

BITS: PUC-RS + Ci&T = P&D

A PUC-RS e a multinacional brasileira Ci&T firmarão um convênio para financiamento de pesquisa em nível de pós-graduação para o desenvolvimento distribuído de software.

Não foram revelados os valores que a empresa investirá no projeto.

Ci&T: expansão externa e rumo aos R$ 130 mi

Depois de fechar 2010 com crescimento de 42% em receitas globais, alcançando R$ 100 milhões, e expansão de 92% na carteira de clientes, que saltou de 50 para 96 nomes, a Ci&T projeta elevar o faturamento para R$ 130 milhões em 2011.

Para isso, a companhia se baseia nas quatro principais áreas responsáveis pelos ganhos do ano passado: desenvolvimento web, implantação e suporte SAP, BI e gestão de aplicações.