IN MEMORY

SAP investe mais US$ 500 mi no Hana

16/04/2012 14:28

Foto: Divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A SAP vai investir cerca de US$ 500 milhões na plataforma de computação em memória Hana nos próximos meses.

Do total, US$ 155 milhões serão destinados a startups, por meio de um fundo de capital de risco a ser gerenciado pela SAP Ventures, e outros US$ 337 milhões irão para um programa de incentivo para os clientes migrarem suas bases de dados para a plataforma.

O fundo de investimentos, batizado de SAP Hana Real-Time Fund, será usado para “estimular e apoiar um ecossistema de empresários e investidores com foco no desenvolvimento de aplicações em tempo real”, segundo Hasso Plattner, presidente do Conselho de Supervisão da SAP.

O anúncio vem na esteira do primeiro SAP Startup Forum, realizado em março e que destacou 24 startups que usam o Hana.

Já o projeto de incentivo à migração leva o nome de SAP Hana Adoption Program e será dedicado a qualquer novo cliente que deseje fazer a transição de antigos bancos de dados, incluindo consultoria da SAP na implantação da solução e adoção do novo modelo.

A garantia somos nós
“Separadamente, assumimos um compromisso com os clientes do Hana que concluírem a implantação para permitir em até 18 meses um programa de troca das licenças Hana por qualquer outro produto SAP previamente licenciado, se não estiverem satisfeitos”, destaca Plattner.

De acordo com o executivo, o banco de dados in-memory do Hana permite acessar e fornecer informações em velocidades sem até 100 mil vezes mais rápidas do que soluções anteriores.

Mais
Os novos investimentos da alemã no in memory computing também reforçam a integração das operações com a Sybase, consolidando novas soluções para trabalho de dados em tempo real.

Além do Hana, estas soluções incluem os sistemas Enterprise Information Management – EIM, da linha da Sybase.

Transações e cargas de trabalho analítico também estão no páreo, com os produtos de gerenciamento e movimentação de dados da Sybase.

“Com a integração, os clientes terão recursos inéditos para transacionar, mover, armazenar, processar e analisar dados em tempo real, reduzindo custos com ferramentas de gestão de projetos e cenários”, informa Plattner.

O portfólio SAP-Sybase com foco em computação em memória reúne também soluções como SAP Sybase Adaptive Server Enterprise (ASE), opção para as aplicações SAP Business Suite; servidor SAP Sybase IQ, para análise de big data, SAP Sybase SQL Anywhere, Banco de dados integrado e móvel que deve, segundo Plattner, ser o front-end da plataforma Hana.

Mobilidade: a bola da vez

Por falar em móvel, esta é a área de maior aposta da SAP para fomentar o crescimento de seu appliance de in memory, chegando a um bilhão de usuários mundialmente até 2015.

Conforme declarou o vice-presidente de Soluções da SAP Brasil, André Petroucic, durantoe o SAP Fórum 2012, a linha de computação em memória é a chave para processamento e armazenamento da base de celulares do mundo, que hoje fica em seis bilhões.

“É um enorme mercado em potencial. E que potencial: hoje, no ambiente corporativo, o dispositivo móvel já superou o PC em análise de informação, ficando atrás dele somente em criação de dados”, ressalta o VP.

Segundo Petroucic, o Hana é o centro do plano para este setor exatamente pela demanda por banco e capacidade de processamento de dados: em testes recentes, a solução permitiu analisar e validar 400 linhas de código em um segundo.

Appliance no qual dados são compactados por software SAP e armazenados em terabytes de chips de memória RAM, em hardware fabricado pela HP, Dell, Fujitsu ou IBM, o Hana acelera em até 3,6 mil vezes o acesso aos dados, comparado a bancos relacionais tradicionais em discos de estado sólido.

O SAP Labs Latin America, centro de desenvolvimento e suporte da multinacional localizado em São Leopoldo, começou no fim do ano passado a trabalhar na localização das soluções fiscais específicas do mercado brasileiro para rodarem na plataforma.

Veja também

MAIS SAP
Alemã quer mercadão móvel com Hana

Hoje, há mais pessoas com celular do que com acesso a água potável no mundo.

Com esta constatação, o vice-presidente de Soluções da SAP Brasil, André Petroucic, abriu nesta segunda-feira, 12, sua apresentação no evento para jornalistas que precede o SAP Fórum, agendado da terça, 13, até a quinta, 15, em São Paulo.

SAP: 10 clientes do Hana em 2011

A SAP quer 10 clientes brasileiros para o High-Performance Analytic Appliance (Hana) no Brasil em 2011.

A multinacional alemã já está em negociações adiantadas com os três primeiros deles.

No momento em fase de teste em sete países, o appliance de alto desempenho ainda não tem usuários no Brasil.

Hana, no Brasil neste ano

Até o final do ano, o Hana, apliance da SAP que acelera em centenas de vezes a capacidade de processamento de aplicações analíticas de negócio usando computação em memória, deve ter três clientes rodando no Brasil.

Hana processará SPED

O Hana, solução de computação em memória da SAP disponibilizada para o mercado mundial em junho, poderá significar uma revolução na maneira como as empresas brasileiras lidam com as obrigações fiscais derivadas do SPED.

HP vai de SAP com AMS e Hana

A HP aproveita o SAP Fórum, que vai desta terça-feira, 13, à quinta-feira, 15, em São Paulo, para lançar a oferta SAP AMS (Applications Management Services), que pode ser resumida em pacotes de gerenciamento de infraestrutura.

Segundo o diretor de Vendas da HP Enterprise Services (ES), Marcelo Mendes, os serviços empacotados garantem economia no ambiente de aplicação que pode ser vista a partir de 12 semanas da contratação da oferta.

TEST DRIVE
Capgemini cria centro focado em Hana

A unidade global de gestão de informação da Capgemini receberá um espaço dedicado à plataforma SAP Hana.

Pioneira nesse tipo de iniciativa com a solução da alemã, a Capgemini criará um ambiente com foco em aprendizado e experiência.