A Nexa Tecnologia & Outsourcing, empresa capixaba de outsourcing e serviços de telecom, acaba de abrir uma unidade em Porto Alegre.

A filial, a primeira aberta fora do Espírito Santo, vem no embalo de um contrato com a CMPC Celulose Riograndense, na qual a empresa já mantém 18 colaboradores atuando no service desk.

Experiente no segmento de celulose, onde já tem clientes como Votorantim, StoraEnso e Portocel, a Nexa foi fundada por ex-funcionários da Aracruz, o primeiro cliente da companhia.

A venda da operação de Guaíba da Aracruz para os chilenos da CMPC acabou representando uma porta de entrada no Sul para a Nexa. (Confira mais sobre a TI da Celulose Riograndense pelo link relacionado abaixo).

“Vamos aproveitar a oportunidade de entrar através de um grande cliente”, comenta Ivan Marcelo, diretor comercial da Nexa, destacando que a empresa foi a terceira no Brasil a ter a ISO 20000, que certifica os processos para gestão de serviços de TI baseados no modelo ITIL, ainda em 2007.

Segundo o executivo, a meta da operação, comandada pelo gaúcho Stefan Franke, ex-Plug In, é fechar quatro contratos do porte da Celulose Riograndense nos próximos dois anos e chegar a 100 funcionários no Rio Grande do Sul.

Apesar de forte no segmento de celulose e papel, a Nexa já têm clientes fora no segmento, como Vale, Grupo Águia Branca e Chocolates Garoto.