Isley Schroeder

Tamanho da fonte: -A+A

Seis meses após iniciar um novo programa de canais, a Benner já contabiliza elevação de 294% no volume de vendas indiretas realizadas em todo o Brasil, em relação ao primeiro semestre de 2009, movimentando cerca de R$ 8 milhões em receitas de licença de uso de software e contratos de manutenção e serviços.

O número superou as expectativas da Benner, que em março passado havia anunciado uma projeção de encerrar o ano com cerca de 26 pareceiros, que representariam faturamento da ordemde R$ 7 milhões.

Porém, só no 1S10, os negócios foram fechados por dez das atuais 17 revendas da companhia - sete delas foram homologadas ao longo do semestre e ainda estão em processo de capacitação.

Os resultados impulsionam as metas da empresa catarinense, que em 2010 pretende faturar, somando vendas diretas e indiretas, cerca de R$ 80 milhões.

Conforme Isley Schroeder, diretor de Canais da Benner, nos primeiros seis meses do ano a carteira de clientes das revendas teve um crescimento de 200%, o que representa mais de duas nova contas por mês, incluindo empresas como Leucotron, Terra Turismo e Grupo V.Weiss.

“Alguns fatores foram decisivos para este desempenho positivo, como o foco em canais especializados em nichos de mercado, especialmente indústria, turismo e transportes; uma política de incentivo de vendas e a ênfase no atendimento regional, entre outras estratégias”, destaca Schroeder.

Ainda segundo o executivo, o leque de ofertas da Benner também atrai a atenção das revendas ou desenvolvedores de soluções que necessitam complementar seu portfólio. “Isso faz também com que sejamos cada vez mais procurados por empreendedores interessados em nos representar em suas regiões”, ressalta ele.

Exatamente por isso, o número de canais também aumentou em 50% este ano, quando passaram a integrar a rede de revendedores as empresas Intrasolution, Shapeness e Namastê (São Paulo); Impacto (Rio Grande do Sul); Benner Santa Catarina; além da Globalsys (no Espírito Santo).

Agora, o foco é expandir os canais em regiões do Brasil ainda pouco exploradas pela companhia, que está em processo de avaliação e captação de novas revendas.

"Estamos a todo o vapor no processo de recrutamento e seleção de empresas que possam nos representar nos locais onde ainda não atuamos ou que possuem um potencial de mercado maior do que a atual capacidade de atendimento local", conclui Schroeder.

Focada em tecnologia para o segmento de operadoras de saúde e auto-gestão, turismo, transportes e logística, a Benner conta com mais de 3,5 mil sistemas implantados em 750 organizações de todo o país.

A carteira reúne nomes como Marítima, Porto Seguro Saúde, Santander-Banespa, Bayer e Pão de Açucar, entre outros.