OJO EN EL EXTRANJERO

Oportunidades de TI na Colômbia em evento

20/04/2012 11:34

Tamanho da fonte: -A+A

A Proexport Colômbia, entidade focada na atração de investimentos e fomento ao turismo no país, promove na quinta-feira, 26, o Seminário sobre Zonas Francas, em Porto Alegre.

O evento ocorre das 8h30 às 12h no Sheraton, e também contará com rodada de negócios e reuniões individuais pré-agendadas entre os participantes.

Para participar, as empresas devem entrar em contato com a entidade pelo e-mail saopaulo@proexport.com.co, ou pelo telefone (11) 3171-0165.

Conforme Carlos Rodríguez, diretor comercial da Proexport no Brasil, o evento também será realizado em São Paulo, na terça, 24.

Os esforços no país são para fomentar as exportações para a Colômbia, reforçando especialmente as chamadas Zonas Francas, nas quais o país latino tem investido desde 2005 para atrair empresas interessadas em operar com incentivos fiscais.

Entre os incentivos, o corte de 33% para 15% no Imposto de Renda é o que mais chama a atenção.

O gestor também destaca acordos comerciais que garantem isenção ou abatimento de impostos nas exportações de companhias estabelecidas na Colômbia para mercados como EUA, Canadá, Chile, Suíça, membros do Mercosul e outros.

Tratativas com União Europeia, Japão, Coreia do Sul e Panamá também estão em andamento, afirma Rodriguez.

No Brasil, estão na mira empresas de vários setores, com destaque para TI, agroindústria, autopeças, material de construção, têxteis e siderurgia.

Na TI, Rodríguez afirma que a Colômbia oferece mão de obra “relevante” e uma rede de telecomunicações avançada.

“Cerca de seis fábricas de software brasileiras já se estabeleceram na Colômbia”, afirmou em entrevista à Revista Amanhã.

Veja também

Hering aposta no mercado colombiano

A Hering, empresa catarinense de Blumenau, aposta na Colômbia como principal candidata para desenvolver as operações no mercado internacional, gerando potencial de crescimento à companhia.

"Fora do Brasil, a Colômbia é um dos principais mercados disponíveis e com muito potencial para expansão", garantiu o diretor comercial da varejista têxtil, Ronaldo Loos, à Reuters.

Sofit tem canal na Colômbia

A Sofit, empresa especializada em software para gestão de frotas por cloud computing, acaba de fechar um novo canal latino-americano, desta vez na Colômbia, com a Tesis.
 
A empresa já conta com parceiros no México, Chile, Argentina, Peru e El Salvador.
 

Stefanini faz compras nos EUA e Colômbia

A Stefanini IT Solutions, anunciou a aquisição da CXI,  provedora de serviços em tecnologia na região da Virgínia e Washington DC, e da  Informática & Tecnología , empresa colombiana especializada em desenvolvimento em TI.

Em dezembro de 2010, a Stefanini fez sua primeira aquisição internacional, ao adquirir a multinacional americana  TechTeam por US$ 94 milhões. Foi a maior compra já feita por uma empresa brasileira no exterior.

Artecola roda SAP B1 na Colômbia
A Artecola Colômbia emitiu sua primeira fatura através do ERP SAP Business One nesta segunda-feira, 06.
 
Assim como já aconteceu nas unidades do  Brasil, Chile e Peru, a implementação foi feita pela gaúcha ITS Group.
 
O processo durou quatro meses e foi comandado por Eber Biques Fernandes por parte do ITS e  Marcos Bernardo Reinke por parte da Artecola, com apoio de  Jorge Henrique Lemos.
 
Peru, Chile e Colômbia unem bolsas

As bolsas de valores do Peru, Chile e Colômbia começam a operar de forma conjunta a partir de 22 de novembro.

Segundo levantamento da Economática, a nova bolsa integrada será  a segunda maior da América Latina em valor de mercado, com US$ 594,8 bilhões, conforme dados desta terça-feira, 28.

A cifra supera a da bolsa mexicana, que possui valor de US$ 437 bilhões e fica só atrás do Brasil, com US$ 1,3 trilhão.

Mondo: projetos com o governo colombiano
A Mondo Strategies, empresa catarinense especializada em gestão integrada de software, foi convidada a colaborar com o governo colombiano.

O acordo se deu após a catarinense iniciar um trabalho cooperativo a convite da Federação Colombiana da Indústria de Software (Fedesoft).
Elipse: foco no mercado externo

A exportação está no foco da porto-alegrense Elipse Software: a companhia, que tem filial em Taiwan desde 2008 e atuação em mercados como Alemanha, EUA, Índia, Rússia, Malásia, Suécia, Argentina, Colômbia, Chile, Equador e México, com mais de 20 mil cópias instaladas em todo o mundo, acaba de fortalecer a trajetória também no Japão.

Ilegra cresce 50% e foca SP e mercado externo

A porto-alegrense Ilegra expandiu seu faturamento em 50% em 2010, sobre o ano de 2009, alcançando R$ 12 milhões.

Segundo o diretor Comercial, Roger Muller, o crescimento da economia e a queda do dólar foram os fatores que mais influenciaram o bom resultado, incentivando principalmente as exportações.

“Os negócios realizados no exterior representaram 32% do nosso faturamento, enquanto a expectativa inicial era de 24%”, afirma o executivo.

NOVO DONO
UOL vende operação Colômbia da Diveo

A integradora chilena de TI Synapsis comprou a operação de data center da Diveo na Colômbia do UOL Brasil por US$ 35 milhões, a serem pagos ao longo dos próximos quatro anos.