CHAMOU PRA BRIGA

CAD: Siemens PLM cutuca SolidWorks

22/03/2012 14:09

A Siemens PLM partiu para cima da SolidWorks com a divulgação de um case de migração que tira máximo proveito da insegurança existente na base de clientes da concorrente sobre uma futura migração de kernel da solução de CAD 3D da SolidWorks.

 

Foto: Flickr.

Tamanho da fonte: -A+A

A Siemens PLM partiu para cima da SolidWorks com a divulgação de um case de migração que tira máximo proveito da insegurança existente na base de clientes da concorrente sobre uma futura migração de kernel da solução de CAD 3D da SolidWorks.

 

O case, distribuído em nível mundial, fala da troca de software de CAD da Helena Laboratories, fabricante de instrumentos de laboratório clínico com 800 empregados sediada no Texas, Estados Unidos.

 

Usuária SolidWorks desde 2007, a Helena decidiu trocar para o SolidEdge em 2010 quando começaram os rumores sobre a migração do SolidWorks, hoje baseado no Parasolid da Siemens, para a plataforma V6 que é o coração das aplicações da Dassault Systemes, dona da SolidWorks desde 1997.

 

“Nós não queremos desperdiçar nossos valiosos recursos, tempo e dinheiro para manter a implementação de mudanças para outros. Serão anos até o SolidWorks conseguir converter para Catia kernel”, relata na nota da Siemens Billy Oliver, engenheiro de projeto no Helena.

 

Enquanto a Siemens faz a sua parte expondo os possíveis problemas de uma futura migração, a SolidWorks se esforça para minimizar o possível impacto da novidade.

 

Durante o SolidWorks World 2012, o CEO da companhia Bertrand Sicot, disse que anúncios sobre a aguardada nova versão do software de CAD 3D, que já vem sendo esperada desde 2010, serão divulgados somente em 2013.

 

Sicot fez questão de frisar que mesmo com o lançamento em um futuro não determinado, a companhia não forçaria uma migração para o novo produto, mantendo o SolidWorks atual enquanto houvesse demanda dos clientes.

 

O primeiro ensaio sobre o assunto foi o lançamento em 2011 do n!Fuze, um software de gestão de documentos hospedado em cloud computing já baseado na plataforma V6. O produto no entanto não decolou e está atualmente em reformulação.

 

Se no front da engenharia a situação está indefinida, o V6 será a base de um ataque da SolidWorks na área de arquitetura, tradicionalmente dominada pela concorrente AutoDesk. A companhia prometeu até outubro o lançamento de um CAD voltado para o segmento.

 

Em resumo, a Siemens PLM ataca o mercado da SolidWorks, que se prepara para atacar o mercado da Autodesk, quem sem dúvida está preparando algo em relação aos seus concorrentes. Os próximos anos serão muito interessantes no mercado de CAD.

Veja também

Siemens PLM vai para cima

Tony Affuso, CEO da Siemens PLM Software, cutucou a concorrência – em especial a Dassault Systemes – durante a sua apresentação de abertura do Siemens PLM Connection, evento mundial da empresa inciado nesta segunda-feira, 02, em Las Vegas.

Após apresentar uma lista de novos contratos vencidos em 2010, incluindo disputas na Honeywell e Caterpillar com a PTC, Affuso voltou suas baterias contra a Dassault Systemes.

SolidWorks: ataque ao mercado de AeC

A DS SolidWorks prepara para outubro o lançamento de uma versão de seu software de CAD 3D voltada para o mercado de arquitetura e engenharia (AeC, na sigla em inglês).

A revelação é do CEO da DS SolidWorks, Bertrand Sicot, que faz mistério sobre a estratégia para sustentar a entrada no novo mercado.

O executivo francês se limita a assegurar que a investida é para valer.

Skoda Electric troca Catia por Inventor

A Skoda Electric, divisão da holding Skoda que fabrica trens urbanos e ônibus movidos a eletricidade acaba de trocar o software de CAD 3D Catia, da multinacional francesa Dassault Systemes, pelo  Autodesk Inventor.

SixCAD é a nova revenda SolidWorks em SP
A SixCAD é a nova revenda certificada da SolidWorks em São Paulo.

O foco da companhia será a integração do software de CAD 3D com o sistema de gestão de dados de produtos (PDM), além de oferecer cursos e treinamentos em CAD, CAE, PDME e 3DVIA.

Com mais de 15 anos de experiência no setor industrial, a SixCAD realizou durante sua trajetória inúmeros projetos de integração com soluções de gerenciamento do ciclo de vida do produto (PLM,. na sigla em inglês).
Solidworks em 70% das mais inovadoras

O software de CAD 3D da Dassault Systèmes SolidWorks foi apontado como a solução de projetos preferida das empresas mais inovadoras do mundo, segundo a revista Bloomberg BusinessWeek.

Conforme a publicaçãop, das 50 empresas mais inovadoras de 2010, 35 usam o SolidWorks, totalizando quase mil licenças.

SKA vai vender SolidWorks em SP

A SKA, de São Leopoldo, é a mais nova revenda autorizada da SolidWorks em São Paulo.

Com a novidade, a empresa passa a oferecer no mercado paulista soluções de CAD 3D, CAE e PDM da Dassault, além dos softwares de CAM de outras companhias presentes no seu portfolio vendidos antes por filiais em São Paulo e Santa Bárbara D’Oeste.

“Agora teremos acesso ao mercado que concentra metade do PIB de metalmecânica do país”, resume Siegfried Koelln, diretor da SKA.

Corel entra no mercado de CAD

A Corel entrou no mercado de CAD com o lançamento do CorelCAD.

O diferencial do programa, que  oferece suporte a formato DWG nativo, é o preço: a companhia tem um preço sugerido de R$ 1999.

O valor é menos da metade do cobrado pelos líderes de mercado como Autodesk, Siemens e SolidWorks.

Siemens tira CFO da Damovo no Brasil

A Siemens Enterprise Communications acaba de contratar para a posição de CFO Roberto Araújo, executivo que desempenhou a função durante os últimos dois anos na concorrente Damovo.

Siemens faz compra na área de PLM

A divisão de automação industrial da Siemens comprou a Vistagy, uma empresa americana focada em software e serviços de engenharia com ênfase em desenho e manufatura de estruturas feitas em materiais compostos avançados. 

Siemens PLM: Tecnomatix tem nova versão

A Siemens PLM Software lançou a versão 10 da solução de manufatura digital Tecnomatix.

Intertechne: o futuro case AeC da SolidWorks?

A curitibana Intertechne, uma empresa de engenharia com faturamento de R$ 120 milhões em 2011 e presença em grandes projetos do setor energético como a hidroelétrica de Belo Monte, é uma mostra das possibilidades de negócio da entrada da DS SolidWorks no segmento de arquitetura e construção (AeC, na sigla em inglês).

Boeing renova com Siemens PLM por 10 anos

A Boeing assinou  um novo contrato de 10 anos para estender o uso das tecnologias da Siemens PLM Sofware nas unidades Boeing Commercial Airplanes e Defense Space and Security.

A multinacional, com faturamento de US$ 64,3 bilhões em 2010, usa o software de CAD 3D NX e a solução de gestão de ciclo de vida do produto (PLM, na sigla em inglês), Teamcenter.

A Siemens PLM Software tem 7 milhões de licenças e mais de 71 mil clientes em todo o mundo.

Volks: a 1ª usar SoFi no Brasil

A Volkswagen do Brasil é a primeira e até agora a única empresa do país a  implantar e utilizar a licença completa do software de gerenciamento de sustentabilidade SoFi, da alemã PE Internacional.

Com a tecnologia é possível administrar dados sobre as emissões de gases de efeito estufa e preparar futuros relatórios ambientais.

Tramontina Multi adota 3DVIA Composer

A Tramontina Multi, divisão da empresa voltada a máquinas e cortadores, adotou o 3DVia Composer da SolidWorks para fazer a sua documentação de produtos.
 
Com a novidade, a empresa pode gerar instruções de trabalho, documentações realistas e conteúdo para comunicação dos produtos com dados extraídos diretamente do software de CAD 3D da SolidWorks.