Tamanho da fonte: -A+A

Ronaldo Rodrigues e Francisco Fujimoto acabam de assumir os cargos de gerente de Negócios e gerente de Negócios Indiretos da Synchro, respectivamente.

Com estes novos executivos, a companhia já contabiliza cinco contratações nos últimos cinco meses.

Os novos contratados irão ampliar o atendimento da emprsea, que este ano aqueceu os negócios com novos projetos federais como NF-e e SPED, incluindo nova obrigação EFD-PIS/Cofins e obrigados ao SPED Fiscal 2011 no Paraná, em São Paulo e Goiás.

Especializada na produção e implementação de softwares de inteligência fiscal, a Synchro mantém operações em Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Para 2010, a meta é crescer aproximadamente 30% em 2010.

“Estamos investindo nas estratégias de canais e parcerias, além de reforçar a equipe", afirma Antonio Carlos D'Andréa, diretor Comercial da companhia.

Dos dois novos gerentes, Fujimoto é especialista nas áreas de Marketing, Comercial, Alianças e Canais de Distribuição, com experiência de 20 anos adquirida em empresas nacionais e multinacionais de segmentos como TI, telecom, editorial/gráfica, entretenimento e varejo.

Já Rodrigues possui mais de 20 anos de experiência em gestão, adquiridas em empresas do ramo tecnológico como Infor e Consist Software. O executivo possui habilidades focadas na elaboração de planos estratégicos da área de venda, atuando tanto na esfera privada quanto na governamental.

A Synchro está há 19 anos no mercado, atuando com um portfólio de produtos de inteligência tributária e uma família de módulos que atendem ao projeto SPED, como Expert Fiscal, SPED Fiscal, SPED Contábil, NF-e, Ciap e CT-e.

A empresa, que em 2009 cresceu mais de 40%, atende a mais de 350 grupos econômicos, 14 mil usuários e 44 mil estabelecimentos de diversos segmentos.

Além das operações já citadas, a companhia possui um centro de desenvolvimento em Campinas. Ao todo, a Synchro emprega mais de 230 colaboradores.