Cynthia Bianco assume MicroStrategy Brasil

23/03/2011 14:57

A MicroStrategy tem uma nova country manager no Brasil: Cynthia Bianco, que vem de quatro anos como diretora de Vendas da Informatica Corporation.

Antes disso, Cynthia foi gerente de serviços na Novell e Oracle, no Brasil e, posteriormente, América Latina.

Cynthia Bianco, a nova country manager da MicroStrategy no Brasil

Tamanho da fonte: -A+A

A MicroStrategy tem uma nova country manager no Brasil: Cynthia Bianco, que vem de quatro anos como diretora de Vendas da Informatica Corporation.

Antes disso, Cynthia foi gerente de serviços na Novell e Oracle, no Brasil e, posteriormente, América Latina.

A executiva acumulou também passagens pela AT&T, como diretora responsável pela criação das áreas de parcerias, inside sales e growth market;  e BMC, onde estruturou o setor de canais e esteve à frente das iniciativas de vendas diretas da companhia.

No novo posto, Cynthia ficará subordinada ao vice-presidente da companhia na América Latina, Flavio Bolieiro.

"A mobilidade está cada vez mais presente nas companhias. E nosso BI está alinhado a esta tendência, deixando de ser uma solução exclusivamente analítica e departamental e assumindo o papel de uma solução estratégica”, afirma Bolieiro. “Esta virada impulsionará nosso crescimento no Brasil", complementa.

A nova country manager, segundo ele, terá entre suas atribuições fomentar a nova estratégia.

Cynthia irá gerenciar a equipe de vendas da MicroStrategy Brasil, integrando as suas iniciativas com as áreas de suporte, marketing e serviços.

"A conquista de novos clientes e mercados, sem descuidar por outro lado dos que já compõem a base da companhia, será o meu grande desafio", diz a executiva, que é graduada na Argentina em Matemática, Física e Programação de Sistemas.

A nova country manager também tem MBA em Recursos Humanos pela USP e, atualmente, faz mestrado em Filosofia pela mesma instituição.

 

Veja também

MicroStrategy tem alta de 32% no 4T10

A MicroStrategy faturou US$ 139.1 milhões no quatro trimestre do seu ano fiscal, encerrado em 31 de dezembro de 2010.

A cifra é a mais alta em um trimestre da história da companhia e representa uma alta de 32% sobre o mesmo período de 2009.

A receita com licenças de produtos foi de US$ 47.7 milhões, alta de 59% no mesmo período de comparação.

Microstrategy: consultas 6x mais rápidas
A MicroStrategy® Incorporated (Nasdaq: MSTR) acaba de anunciar os resultados obtidos com os testes de benchmark realizados com a mais nova versão de seu software, o MicroStrategy 9.0.2. A versão mais recente do software possui capacidade seis vezes ampliada e tempos de resposta três vezes mais rápidos. Os testes mostraram que uma configuração 8-CPU do MicroStrategy Intelligence Server pode entregar uma contínua potência de saída de 147 KiloCycles, o que equivale a 147 mil consultas round-trip por hora.
MicroStrategy: app de BI móvel em 10 dias

A MicroStrategy lança um pacote de serviços que permite gerar aplicações móveis de BI em, no máximo, dez dias.

Exército gerencia efetivo com Microstrategy

O Exército Brasileiro adotou o Sistema Integrado de Gestão (SIG), elaborado com base na plataforma de BI da MicroStrategy, para integrar sua base de dados com o objetivo de eliminar redundâncias e inconsistências relacionadas a pessoal.

O projeto, cujo contrato a companhia de TI venceu via licitação pública, também vai garantir à instituição uma visão unificada de suas várias áreas de atividade.

MicroStrategy quer dobrar venda no canal

A MicroStrategy contratou o ex-gerente de canais especializados da Progress no Brasil, Antonio Claret, com a meta de dobrar a venda por canais nos próximos doze meses.

“Pretendemos seguir com este crescimento até que 40% a 50% do total das vendas sejam realizadas por meio dos nossos parceiros, pois existe potencial para isso”, explica Claret, sem revelar qual é a porcentagem de vendas indiretas hoje nem o prazo para atingir a meta de 50%.

MicroStrategy desmente os US$ 5 bi em 5 anos

A MicroStrategy, norte-americana especializada em BI que atende a mais de 50 clientes no Brasil, calcula que poderá aumentar em dez vezes seu faturamento dentro de cinco anos, saltando dos US$ 500 milhões previstos para 2010 para US$ 5 bilhões.

Foi o que publicou a repórter Roberta Prescott, do ITWeb, citando como fonte o vice-presidente da companhia para a América Latina, Flavio Bolieiro.

MicroStrategy: dashboards 2x mais rápidos

A MicroStrategy lançou MicroStrategy 9 Release 3.

A nova versão da plataforma de BI promete dashboards com até três vezes mais dados e duas vezes mais rápidos, novas funcionalidades de mapeamento geográfico e suporte para dados baseados em serviços web, entre outras novidades.

Tigre: BI MicroStrategy para todo grupo

A Tigre, fabricante de tubos, conexões e acessórios em PVC com sede em Joinville, adquiriu o BI MicroStrategy 9. A ferramenta, ainda em fase inicial de implantação, vai substituir uma estrutura desintegrada de gestão de dados estratégicos.

Ponticelli é o novo country manager Amadeus

Mario Ponticelli é o novo country manager brasileiro da empresa de soluções de TI e distribuição para o mercado de viagens e turismo Amadeus.

Com o novo cargo, Ponticelli passa a agregar duas funções, uma vez que ele seguirá sendo diretor comercial da companhia.

De origem italiana, Ponticelli é graduado em Administração em Turismo e Administração de Empresas pela Universidade Frederico II, em Nápoles, na Itália.

Teradata tem novo country manager no Brasil

A Teradata Corporation, especializada em data warehousing, anuncia um novo country manager para o Brasil. Sérgio Farina assume o cargo que era ocupado interinamente por Mário Hime desde abril, após a saída de Katia Vaskys.

F5 tem novo country manager no Brasil
A F5 Networks, especializada em Application Delivery Networking, anuncia a contratação de André Passoni como seu novo country manager no Brasil.

A meta do executivo é manter a curva de crescimento dos negócios da empresa no país, principalmente nos segmentos de telecom e financeiro, alcançando expansão de pelo menos 3% em relação ao ano passado, o que já supriria as metas da companhia para 2009.
Progress, sem country manager no Brasil

A Progress Software não terá mais um country manager no Brasil.

Com a saída de Luiz Claudio Menezes para a fabricante de cartões de pagamento e cartões inteligentes GD Burti, a operação brasileira será comandada por Carlos Atehortua, vice presidente da Progress para a América Latina, sediado em Miami.

Spamina anuncia country manager no Brasil

A Spamina, fabricante de soluções de segurança para correio eletrônico, tem um novo country manager no Brasil: o especialista em virtualização Luis Quintino, que já atuou no mesmo cargo na NetScreen e como diretor de Canais para o país na joint-venture Huawei Symantec.

Na Spamina, Quintino será responsável por fomentar o plano de expansão da companhia por meio da apresentação da marca a revendedores e managed service providers (MSPs).

Bon é country manager da Proofpoint

A Proofpoint, fornecedora de soluçõe de segurança , arquivamento de e-mail e prevenção de perda de dados em formato SaaS, nomeou Leonardo Bon como seu country manager para o Brasil.

O executivo, que antes de assumir o cargo atuava como gerente geral e diretor de vendas da Extreme Networks, também já atuou em funções de diretoria de empresas como a Burroughs/Unisys.