Tamanho da fonte: -A+A

Uma análise da Forrester Research indica que o excesso de aplicativos agregados aos ERPs das empresas pode ser prejudicial, dificultando o uso de cada uma das funcionalidades, desperdiçando as verbas utilizadas na criação das mesmas e abrindo brechas de segurança e compliance na estrutura das companhias.

Conforme o estudo, divulgado pela Revista CIO, as empresas devem acabar com este excesso e ampliar as políticas e processos de gerenciamento de aplicativos de ERP.

O consultor da Forrester Phil Murphy afirma que, ao invés de gastar somas absurdas em um grande volume de aplicativos e customizações, as corporações deveriam destinar este orçamento a projetos voltados à inovação, por exemplo.