A Citrix Systems registrou receitas de US$ 414 milhões no primeiro trimestre de 2010, crescimento de 12% sobre os US$ 369 milhões faturados no quarto trimestre de 2009.

A receita líquida para o trimestre foi de US$ 47 milhões, ou US$ 0,25 por ação diluída, comparado com os US$ 7 milhões, ou US$ 0,04 por ação, no mesmo período de 2009.

Em resultados não-GAAP, a receita líquida foi de US$ 75 milhões no trimestre.

No 1T10, a receita de licenças da companhia aumentou 10% em relação ao 1T09. Já os ganhos provenientes de licenças atualizadas cresceram 10%, enquanto na receita de serviços online, a expansão foi de 18%.
 
A receita de serviços técnicos, que incluem consultoria, educação e suporte técnico, subiu 18% ano/ano.

Regionalmente, os ganhos da empresa nas Américas subiram 14%. Na região EMEA, a receita subiu 6%, enquanto na Ásia-Pacífico, teve alta de 13%.

A receita diferida totalizou US$ 636 milhões no trimestre, comparado com os US$ 535 milhões de 31 de março de 2009.

Para o segundo trimestre do ano, a Citrix espera uma receita líquida entre US$ 430 e 440 milhões. Com juros, a receita deve atingir entre US$ 3 e US$ 4 milhões.

Para os lucros GAAP diluídos por ação, a perspectiva é de US$ 0,28 a US$ 0,29. Em base não-GAAP, o resultado esperado fica entre US$ 0,44 e 0,45 por ação.

Para todo o ano de 2010, a Citrix projeta receita líquida entre US$ 1,765 e 1,78 bilhão, com lucros GAAP diluídos por ação na faixa de US$ 1,29 a 1,34.