Arcon: R$ 10 mi em P&D e expansão no N e NE

26/05/2010 10:39

A Arcon, especializada em serviços gerenciados de segurança (MSSP, na sigla em inglês para Managed Security Services Provider), planeja expansão para o Norte e Nordeste.

A estratégia compreende o estabelecimento de um escritório e equipe locais, mantendo o monitoramento e administração de ativos de segurança dos clientes regionais remotos, a partir de suas unidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Rogério Reis

Tamanho da fonte: -A+A

A Arcon, especializada em serviços gerenciados de segurança (MSSP, na sigla em inglês para Managed Security Services Provider), planeja expansão para o Norte e Nordeste.

A estratégia compreende o estabelecimento de um escritório e equipe locais, mantendo o monitoramento e administração de ativos de segurança dos clientes regionais remotos, a partir de suas unidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

A meta é que, com o foco no Norte e Nordeste, onde a empresa já possui clientes, cerca de 8% do faturamento esperado para 2010 já venha destas regiões. Em 2011, a expectativa é que este número atinja 15%.

Além da expansão geográfica, a Arcon prevê investir R$ 10 milhões nos próximos três anos também em pesquisa e desenvolvimento de novas ofertas, que deverão incrementar a receita da companhia, cujo último fechamento foi de R$ 28 milhões.

O diretor Comercial da Arcon, Rogério Reis, explica a decisão de investir no Norte e Nordeste. “Temos claras e já verificadas as condições de expansão das operações nos clientes locais. Queremos crescer nesse mercado e sabemos da importância de ter uma equipe preparada e de confiança por lá", destaca o executivo.

Focada em selecionar, implantar, monitorar e operar sistemas de proteção da informação, a Arcon oferece um portfólio que abrange serviços de firewall, IPS, web, correio, endpoint, proteção contra vazamento de dados (DLP) e correlação de logs e eventos (SIEM), utilizando tecnologia de empresas como Trend Micro, Websense, SourceFire, Blue Coat, Fortinet,  RSA, Checkpoint, Cisco e Microsoft.

A companhia gerencia mais de 250 ativos de segurança de empresas de todo o país, quais protegem mais de 100 mil estações de trabalho e servidores de clientes de diversas verticais, como finanças, telecomunicações, governo, indústria, saúde, energia e educação.
 
Nos últimos quatro anos, a empresa cresceu a uma média de 70% ao ano, conquistando uma carteira de mais de 100 clientes.
 

Veja também

Arcon gerencia ambiente web da Wilson, Sons
A Wilson, Sons decidiu migrar seus serviços B2B para dentro da companhia.

Para o projeto, que teve como objetivo melhorar a performance da DMZ, que até então ficava hospedada em um data center terceirizado, a empresa contratou os serviços gerenciados da Arcon, em um pacote que incluiu gestão da segurança, especialização técnica e monitoramento.
Tata no Quadrante Mágico de MSSPs
A Tata Communication foi posicionada pelo Gartner no grupo de Desafiantes do relatório "Quadrante Mágico para Provedores de Serviços de Segurança Gerenciada (MSSPs - Managed Security Service Providers) da América do Norte".
Goldentech promete segurança de informações

O Goldentech, prestadora de serviços de TI e Telecom com sede em Canoas, anuncia o lançamento do GSPD - Goldentech Security for Personal Devices, solução para segurança e privacidade das informações pessoais.

Gartner: segurança é um problema de gestão

Estudo realizado pelo Gartner estima que em 2012 cerca de 80% das empresas globais irão empregar 40% do orçamento de TI em tecnologias que hoje ainda não utilizam.

Com a apresentação de tais dados, o vice-presidente de pesquisa para a América Latina do Gartner, Cassio Dreyfuss, palestrante do 3° Fórum de TI Banrisul, que acontece esta semana em Porto Alegre, questionou como prever o controle de riscos referentes a tecnologias que ainda nem são conhecidas.