A Embraer S.A. está implementando uma solução de software 3D e Product Lifecycle Management (PLM) da Dassault Systèmes para projeto e produção dos jatos executivos Phenom e Legacy 500.

“Queremos criar um modelo único de fabricação mais eficiente, reduzir custos e oferecer um ambiente em que projetistas, engenheiros e profissionais de chão de fábrica trabalhem como uma equipe", afirma Alexandre Baulé, vice-presidente da área de Sistemas de Informação da Embraer.

Conforme Baulé, a ideia é seguir um único roteiro de produto, que permita reagir rapidamente e garantir a precisão dos dados e dos processos, assegurando operações mais ágeis de manufatura.

A parceria envolve duas novas iniciativas de design e manufatura para os aviões.

Na fábrica digital, a Embraer S.A. criou uma plataforma 3D para planejamento e detalhamento de processos, balanceamento de carga de trabalho, previsão de custos, cálculos de tempo dos ciclos, bem como um novo processo 3D para validação e otimização de projetos.

Uma plataforma colaborativa complementa a solução, ajudando no planejamento de processos e na simulação da fabricação das aeronaves.

Os planos finais ficam disponíveis on-line para uso dos profissionais do chão de fábrica.

Na segunda etapa, o Sistema de Execução de Manufatura (MES), a Dassault Systèmes abriu caminho para integrar uma solução MES que permite aos profissionais de chão de fábrica e fornecedores de várias localidades acessar os modelos 3D e as instruções mais recentes em tempo real, garantindo a precisão do produto final e do conjunto de instruções.

Com faturamento de US$ 5,9 bilhões em 2010, a Embraer S. A. é a terceira maior fabricante mundial de aeronaves.

A Dassault Systèmes tem mais de 116 mil clientes em 80 países, e reportou faturamento de US$ 2,3 bilhões no ano passado.