Foto: Praytino/Flickr

A Cisco vai investir R$ 1 bilhão no Brasil até 2015.

Do montante, a maior parte irá para a construção de um centro de inovação no Rio de Janeiro, que deve ser inaugurado já no segundo semestre deste ano.

 
No Centro, inicialmente serão criadas soluções para as áreas de esportes e entretenimento, segurança pública, educação, saúde e desenvolvimento urbano (linha Smart & Connected Communities). 
 
Em 2013, o plano é criar soluções também para os setores de óleo e gás, energia e smart grid.
 
O anúncio foi feito pelo presidente da Cisco no país, Rodrigo Abreu, na abertura do Cisco Plus Brazil, que vai desta segunda-feira, 02, até a quarta, 04, no Rio.
 
Já R$ 50 milhões do aporte anunciado irão para criação de um fundo de venture capital para a área de TIC e economia digital. 
 
Conforme comunicado da Cisco, o fundo também contará com aportes de investidores locais, que se tornarão parceiros na iniciativa a ser administrada por um gestor ainda a ser escolhido.
 
O plano de investimentos também envolve a expansão da produção local, que a Cisco mantém desde 2011, quando iniciou a fabricação de set-top boxes em Manaus, em uma unidade que de lá para cá já foi expandida duas vezes.
 
A multi pretende incluir na produção alguns modelos de roteadores e switches, que serão fabricados por um de seus parceiros de produção. 
 
Com o novo centro do Rio e a expansão da fabricação local, a Cisco projeta criar 800 empregos, diretos e indiretos, no país. 
 
Hoje, a companhia mantém cerca de 600 colaboradores no Brasil. 
 
Por fim, acordos de propriedade intelectual e parcerias com empresas e instituições do país, focados no desenvolvimento conjunto de soluções, também estão nos planos do investimento anunciado nesta segunda-feira.
 
Presente no Brasil há 18 anos, a Cisco é especializada na fabricação de equipamentos para redes de comunicação.
 
De matriz norte-americana, a companhia emprega 52 mil funcionários globalmente, e fechou 2011 com faturamento geral de US$ 43 bilhões.