Tamanho da fonte: -A+A

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, declarou que a partir de julho algumas localidades já poderão contar com internet banda larga com 1 megabit por segundo (Mbps) de velocidade por R$ 35, dentro do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).

Segundo ele, em pelo menos sete estados haverá isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que pode baixar o preço para R$ 29,90.

De acordo com a Telebras, as primeiras localidades conectadas por meio do PNBL serão Samambaia (DF), Recanto das Emas (DF), Santo Antônio do Descoberto (GO), Anápolis (GO), Senador Canedo (GO) e Aparecida de Goiânia (GO).

A meta inicial do PNBL era chegar ao fim de 2011 com 1.163 cidades atendidas.

Mas, o atraso na assinatura de contratos com a Petrobras e a Eletrobras para o uso de fibras óticas públicas para transmissão de dados mudou os planos da Telebras.

Além disso, uma das reclamações só ex-presidente da estatal, Rogério Santanna, envolvia o contingenciamento de recursos para o Programa.

Dos R$ 226 milhões que estavam programados para a estatal neste ano, R$ 50 milhões estão liberados pelo governo federal. No final de abril, R$ 316 milhões de recursos de 2010 que já estão empenhados, não haviam sito liberados pelo Tesouro.

Santanna deixou a presidência da estatal nessa quarta-feira, 01, dando lugar a Caio Bonilha.

Leia mais nas matérias relacionadas abaixo.