Tamanho da fonte: -A+A

A GVT obteve uma receita líquida de R$ 573,4 milhões no segundo trimestre de 2010, com crescimento de 41,3% em comparação com os resultados apurados no mesmo período do ano passado.

Já o Ebitda ajustado (resultado antes dos juros, imposto de renda, depreciação e amortização) teve uma elevação de 51,5%, alcançando R$ 236,7 milhões.

Ainda de acordo com o balanço, o lucro líquido do exercício foi de R$ 81 milhões, com expansão de mais de 15% na comparação com o mesmo período de 2009, informa o ComputerWorld.

No relatório, o presidente da GVT, Amos Genish, atribui o bom desempenho no trimestre a uma série de fatores, entre os quais, à expansão territorial. No período, a operadora conquistou 345 mil novas contas - 54,3% a mais que no segundo trimestre de 2009 -, sendo 117 mil clientes na área de banda larga, o que representa um acréscimo de 113,4% sobre os mesmos meses do ano anterior.

A empresa atingiu 3.463 milhões de linhas ao final de junho, com penetração de 84% de banda larga na base de clientes. Entre os usuários de internet rápida, 56% utilizam velocidades de 10Mbps ou mais contra 21% no mesmo período de 2009.

Em julho, a GVT anunciou nova revisão no valor a ser investido em 2010, que chegará a R$ 1,5 bilhão até dezembro. E, com base nos resultados acumulados deste ano, a empresa aumentou a projeção de crescimento. A expectativa é terminar o período com uma receita 34% maior, em torno de R$ 2,3 bilhões, e com um Ebitda ajustado 44% acima de 2009.