Tamanho da fonte: -A+A

A Claro obteve receita líquida de R$ 12 bilhões em 2009, crescimento de 4,2% sobre 2008, impulsionada pelos serviços de valor agregado, área que, sozinha, rendeu incremento de 62,5% ano/ano para a operadora.

Além disso, a Claro fechou o ano passado com 5,7 milhões de adições líquidas, 14,6% de expansão sobre 2008. Assim, a companhia encerrou o ano com com uma carteira de 44,4 milhões de assinantes.

Em termos de participação de mercado, a operadora fechou 2009 com 25,5%.
 
A base de clientes pós-pagos cresceu 10,8% no ano e já representa cerca de 20% do total, enquanto os pré-pagos apresentaram avanço de 15,6% no período.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 2009 foi de R$ 2,9 bilhões, o maior já registrado pela empresa, enquanto a margem Ebitda ficou em 24,2%, maior que os 23,6% registrados em 2008.

O lucro operacional no ano foi de R$ 476 milhões.