Tamanho da fonte: -A+A

Com lucro líquido de  R$ 1,75 bilhão em 2010, a operadora Oi teve um resultado com 65,6% de queda na comparação com a ano anterior, apesar da reversão de prejuízo na comparação entre os últimos trimestres de cada ano.

Segundo dados divulgados nessa sexta-feira, 04, a operadora teve lucro líquido de R$ 284 milhões nos três últimos meses de 2010, ante prejuízo de R$ 597 milhões no quarto trimestre de 2009.

O resultado, porém, ficou abaixo da média de cinco estimativas de analistas apuradas pela agência Reuters, que previam ganho no período de R$ 386 milhões.

Além disso, a cifra foi menor que o lucro de R$ 538 milhões registrado no terceiro trimestre.

A Oi, que recentemente passou a contar com a Portugal Telecom como investidor estratégico, registrou quedas em praticamente todas as linhas de receita com telefonia fixa no quarto trimestre na comparação anual.

No consolidado do trimestre, o faturamento líquido recuou 7,8%, para R$ 5,33 bilhões.

A exceção foram as receitas com dados, que cresceram 3,4% no quarto trimestre frente ao mesmo período de 2009, para R$ 2,354 bilhões.

Já em telefonia móvel, o quadro se inverte, com alta de 8,4% na receita líquida, para R$ 1,9 bilhão.

A companhia fechou o quarto trimestre com 20,02 milhões de linhas fixas em serviço, uma queda anual de 6%. Usuários de banda larga fixa somaram 4,35 milhões, num incremento de 3,4%.

Em telefonia móvel, foram 39,3 milhões de clientes, crescimento de 8,8%, com 624 mil usuários de serviços de terceira geração (3G), expansão de 33%.