Claro, NET e Embratel oficializam oferta conjunta

05/10/2011 10:00

Claro, Net e Embratel anunciaram nesta qarta-feira, 05, um pacote de ofertas convergentes de TV por assinatura em alta definição, vídeo sob demanda, banda larga fixa e wireless, telefone fixo e celular, por preços que variam de R$ 399,90 e R$ 699,90.

Os serviços conjuntos chegam ao mercado a partir do sábado, 15, e resultam de uma integração tecnológica que as companhias já vêm tratando há cerca de três anos.

Tamanho da fonte: -A+A

Claro, Net e Embratel anunciaram nesta qarta-feira, 05, um pacote de ofertas convergentes de TV por assinatura em alta definição, vídeo sob demanda, banda larga fixa e wireless, telefone fixo e celular, por preços que variam de R$ 399,90 e R$ 699,90.

Os serviços conjuntos chegam ao mercado a partir do sábado, 15, e resultam de uma integração tecnológica que as companhias já vêm tratando há cerca de três anos.

Serão quatro opções de planos, em um modelo que, segundo divulgado no anúncio oficial, garante ao cliente final economia de até 30% sobre o preço dos produtos vendidos separadamente.

União de forças

Conforme declarou ao Valor Econômico no começo de setembro o presidente da Claro, Carlos Zenteno, a operadora trabalhava para agilizar o processo de integraçaõ com as duas demais companhias - que têm participação acionária da América Móvil, controladora da Claro.

Zenteno afirmou que parte do aporte destinado pela tele para o Brasil até 2012, de R$ 10 bilhões, estava sendo aplicado a esse fim, com foco na migração de 100% da rede de fibra óptica da concessionária para uma rede comum IP.

Hoje, a rede de Claro, NET e Embratel totaliza 89 mil quilômetros.

Conforme o presidente da Claro, a previsão é acelerar o ritmo de integração devido a fatores como a aprovação do PLC 116 e o investimento na oferta de serviços e produtos combinados.

Mesmo tendo a América Móvil como acionista comum, as três concessionárias de telecomunicações atuam em separado, sem jamais terem lançado qualquer oferta que reunisse todos os serviços.

De forma fragmentada, algumas integrações já ocorreram: Embratel e NET, por exemplo, já têm parceria em algumas áreas, onde operam com redes conjuntas e a operadora de TV a cabo oferece serviço de telefonia fixa da aliada.

A integração com a Claro irá permitir a extensão do acordo também para a oferta de telefonia móvel.

A América Móvil é dona da Claro e controladora da Embratel, mas precisou esperar pelas mudanças na legislação de TV por assinatura aprovadas pela Anatel em agosto para assumir posição majoritária na NET.

Com as mudanças, ficou definido que o controle da operadora de TV, hoje pertencente às Organizações Globo, será transferido à América Móvil, embora o processo de transferência societária ainda penda de aval conclusivo da Anatel.

Veja também

Claro: pressa na integração Embratel/Net

A Claro planeja acelerar o processo de integração tecnológica com a Embratel e a Net, nas quais a América Móvil, grupo controlador da operadora, também tem participação.

Segundo o jornal Valor Econômico dessa terça-feira, 13, o presidente da empresa, Carlos Zenteno, disse que parte do aporte para o Brasil até 2012, de R$ 10 bilhões, já é aplicado a esse fim.

Embratel compra NET, mas Globo controla

A Embratel ampliou sua participação na NET, com uma compra que lhe rendeu 91% da companhia de TV a cabo.

Apesar da aquisição de novos 21,8% das ações ordinárias da NET, a Organizações Globo segue no controle da empresa, devido a uma restrição legal.

As ações compradas pela Embratel são as que restaram da oferta pública de aquisição (OPA) realizada na Bovespa em outubro de 2010.

Slim quer unir Claro e Embratel

As operadoras de telefonia fixa Embratel e de móvel Claro vão unir suas operações no Brasil.

De acordo com informações publicadas pela Folha de São Paulo nesta quarta-feira, 26, a fusão deve acontecer nos próximos dois meses, caso autorizada pela Anatel.

A decisão é do bilionário mexicano das telecomunicações, Carlos Slim, dono do grupo América Móvil, que controla as duas companhias e parte da Net.

America Móvil nega fusão Claro - Embratel

America Móvil divulgou uma nota nesta quarta-feira, 26, negando que a companhia pretenda unir as operações das controladas Embratel e Claro.

No mesmo dia, a Folha de São Paulo publicou uma reportagem afirmando que a operação deve estar concluída nos próximos dois meses, caso autorizada pela Anatel.

Claro rebate TIM e quer manter leilão 4G

A operadora Claro se posicionou contra uma possível mudança do leilão da tecnologia 4G no Brasil.

Em nota à imprensa, a empresa disse que “organizou-se dentro do planejamento previsto pela agência reguladora”, e defendeu que “é do conhecimento de todos as datas determinadas para a licitação”.

Claro lança pré-pago para BlackBerry

A operadora Claro lançou dois pacotes de serviços para os smartphones BlackBerry.

São duas opções de serviço. Uma por R$19,90 e outra por R$39,90, oferecendo, respectivamente,  acesso ilimitado à internet e uma conta de e-mail pessoal, além de mensagens instantâneas, e  navegação em vídeo e música por demanda.

Os pacotes são chamados de BlackBerry Total 15 Dias e BlackBerry Total 30 Dias.

Claro se prepara para o 4G no BR

Até o final do ano, a operadora Claro iniciará os testes para a tecnologia 4G.

Também chamada de Long Term Evolution, a quarta geração dos celulares permitirá chegar à velocidades de transferência de dados na casa dos 100 Mbps. Hoje, o 3G em HSPA+ vai a 21 Mbps.

A experiência da operadora, atualmente a terceira maior do Brasil, antecederá o leilão da faixa de radiofrequência de 2,5 Ghz, cujas licenças serão usadas para o serviço de 4G no Brasil.

Claro adere ao PNBL por R$ 29,90

A Claro, empresa do grupo de telefonia mexicano América Móvil, vai participar do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) do governo federal, informou o Ministério das Comunicações nessa quarta-feira, 24.

A empresa vai oferecer um plano popular de acesso à Internet com mensalidade de R$ 29,90, incluindo impostos, e velocidade de 1 megabit por segundo (Mbps).

Lucro da Embratel cai 13,7% no 2T11

A Embratel teve queda de 13,7% no lucro do segundo trimestre desse ano, frente ao mesmo período em 2010, com valor nominal de R$ 177,8 milhões, segundo informado pela própria companhia nessa quarta-feira, 20.

No mesmo sentido, o indicador Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 811 milhões, com redução de 1,5% ante igual intervalo em 2010.

Anatel quer proteger Embratel do Skype

Ser a única concessionária nas ligações internacionais no Brasil parecia uma boa ideia para a Embratel, até a chegada do Skype.

Com chamadas custando 50 vezes menos que as telefônicas, o serviço de VoIP é visto como uma ameaça à empresa pela própria Anatel.

Embratel é dona de 70% das ações da NET

A Embratel acaba de adquirir 143,8 milhões de ações preferenciais da NET.

Os papéis foram comprados a R$ 23 cada, em um leilão realizado na quinta-feira, 07, em uma operação que registrou giro financeiro total de R$ 3,3 bilhões.

As ações compradas representam cerca de 70% do total de papéis desta classe em circulação no mercado.