Tamanho da fonte: -A+A

A Anatel aprovou a criação de metas de qualidade para a banda larga móvel nesta quinta-feira, 07.

Os indicadores de performance serão a taxa de conexão ao acesso para disponibilidade, taxa de queda, para estabilidade e entrega de velocidade contratada, estabelecendo patamares mínimos de entrega da conexão, informa a Agência Estado.

Pela proposta, nos horários de maior uso, a prestadora terá de garantir uma velocidade mínima de 30% do valor máximo previsto no plano, tanto para download quanto para upload. Nos horários de menor tráfego, o porcentual exigido será de 50%.

Os porcentuais exigidos serão aumentados gradativamente e um ano passarão para 50% do valor máximo dos horários de maior movimento e 70% nos outros horários.

Atualmente as operadoras só se comprometem a entregar o mínimo de 10% da velocidade comercializada.

O texto será encaminhado agora para consulta pública, pelo prazo 45 dias. Depois disso voltará para o conselho diretor para analisar as alterações sugeridas na consulta pública. O regulamento entrará em vigor 180 dias depois da publicação.