A Caixa Econômica Federal deverá lançar antes do Natal um novo edital para contratar empresa que prestará serviços de telecomunicações, em âmbito nacional, incluindo provimento, instalação e manutenção de infraestrutura de rede local e de longa distância entre os Canais de Atendimento (CA) e os Centros de Tecnologia do banco.

O valor total estimado pela Caixa no futuro edital, a ser pago ao futuro contratado é de R$ 609.611.257,20, informa o Convergência Digital.

Deste montante, o banco oficial pagará R$ 569.956.800 em serviços contínuos e R$ 39.654.457,20 em eventuais.

O contrato é de 60 meses e tem como objetivo garantir o pleno funcionamento de 11 mil canais de atendimento, o que compreende em torno de 35 mil pontos de rede local e Centros de Tecnologia da CEF.

Segundo técnicos do banco, este é o maior contrato em disputa pelas empresas de telecom atuantes no país do fim deste ano, o que deverá gerar uma grande disputa, podendo baixar os valores previstos pelo edital.

Para definir o fornecedor, a Caixa não fará pregão presencial, mas eletrônico. Motivo: na última licitação, presencial, o banco iniciou a disputa de manhã e só concluiu na madrugada do dia seguinte. Com o uso do eletrônico, a meta é ganhar tempo.

Especificações de serviços

A CEF apresentou um esboço de edital durante audiência pública com as empresas de Telecomunicações. O que será exigido pelo novo contrato:

1 - Serviços de telecomunicação para a transmissão de dados entre aproximadamente 11.000 Canais de Atendimento (CA), compreendendo um total de aproximadamente 35.000 (trinta e cinco mil) pontos de rede local, e os Centros de Tecnologia CAIXA.

2 - Infraestrutura - Provimento da infra-estrutura necessária ao funcionamento em cada Canal de Atendimento (CA) da solução contratada, tais como: equipamentos e recursos de comunicação de dados e voz, manutenção, gerência e assistência técnica.

3 - Transmissão  - Execução de serviços de transferência bidirecional de dados de forma segura e controlada entre os Equipamentos para Captura de Transações Lotéricas e não Lotéricas (doravante denominados Equipamentos) instalados no Canal de Atendimento (CA) e os Centros de Tecnologia CAIXA, bem como todo o suporte que se fizer necessário.

4 - Voz sobre IP no Caminhão da Sorte -  Execução de serviço de transmissão de voz sobre IP com implementação de qualidade de serviço e qualidade de voz.

5 - Captura de áudio e vídeo no Caminhão da Sorte – Execução de serviço de captura, transmissão de  áudio e vídeo com sinais codificados em uma rede TCP/IP.

A Caixa também irá exigir que o novo provedor treine gratuitamente os empregados que irão utilizar os serviços, equipamentos e software envolvidos.

O treinamento deverá ocorrer quando solicitado pela Caixa, sendo ministrado a uma turma de 20 pessoas em cada uma das seguintes localidades: Brasília e São Paulo.