A Cisco registrou lucro de US$ 2,7 bilhões, ou US$ 0,47 por ação, e receita líquida de US$ 11,5 bilhões no segundo trimestre do ano fiscal, encerrado em 28 de janeiro de 2012.

O lucro da companhia superou as projeções de Wall Street, que previam ganhos de US$ 0,43 por ação.

Os resultados acima do previsto seguem o pré-anunciado pelo chairman e CEO da companhia, John Chambers, que desenhou um plano de três anos para impulsionar os lucros a subirem mais que a receita.

O corte de gastos também faz parte da estratégia.

“Atingimos nosso plano de redução de US$ 1 bilhão em despesas um trimestre antes do prazo", afirma o CEO em nota.

Além disso, Chambers destaca que os bons resultados põem a companhia novamente na esteira de aquisições, com foco nos segmentos de switches, roteadores, cloud computing, data centers e vídeoconferência.

A divulgação dos resultados da Cisco alavancou as ações da companhia, que subiram 4%, depois do fechamento do pregão, sendo negociadas a US$ 21,07.