A EMC Brasil construirá um centro de pesquisas e desenvolvimento no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão, na capital fluminense.

O centro está previsto para entrar em operação daqui um ano e meio.

Segundo o site TI Inside, o projeto é uma parceria entre a empresa norte-americana, os governos do estado e do município e a Petrobras, e contará também com o apoio do governo de Massachussets, nos Estados Unidos, um dos líderes em pesquisa e desenvolvimento ao redor do mundo.

O gasto de 7% da economia de Massachussets com P&D é o maior do mundo.

Israel vem em segundo lugar com 4,7%. Em 2007, foram gastos US$25,4 bilhões em pesquisa e desenvolvimento em Massachusetts.

“Estamos investindo mais tempo do que dinheiro (no Brasil)”, afirmou o governador de Massachusetts, Deval Patrick, sem fornecer detalhes de como o estado, referência em inovação no mundo, contribuirá.

O presidente de enterprise e armazenamento da EMC, Brian Gallagher, destacou que o centro de pesquisas terá como foco o desenvolvimento de soluções para a gestão de grandes volumes de dados.

Um dos focos especiais é o segmento de petróleo e gás.

O presidente da EMC no Brasil, Carlos Cunha, disse que a empresa vai investir US$ 100 milhões nos próximos cinco anos em projetos em todo o Brasil.

Segundo os termos do contrato, a empresa se comprometeu com a construção das instalações, gestão das atividades nos próximos 20 anos e o investimento anual de US$ 1,7 milhão a US$ 1,8 milhão em pesquisa e desenvolvimento.

O terreno, que pertencia às Forças Armadas, foi comprado pela Prefeitura do Rio de Janeiro.